Nós criamos

seu site

de advocacia,de doação,de vendas,de empresa,de projeto,de portfólio

Nós criamos

seu site

de advocacia,de doação,de vendas,de empresa,de projeto,de portfólio

Vírus de computador: o que são, como surgiram e como se proteger?

por | Atualizado em 8 de fevereiro de 2022 | Notícias

Você conhece a história dos vírus de computador? Pode ser que não, mas com certeza já experimentou a potência do ataque de algum tipo de vírus na sua vida. Desde o surgimento, os vírus de computador têm tirado o sono dos usuários ao redor do planeta. Desde as máquinas para uso pessoal a sofisticados sistemas de grandes corporações, ninguém está imune contra as ameaças trazidas por estas pragas virtuais.

Fato é que o primeiro vírus de computador da história, criado por Bob Thomas da BBN, é resultado de um teste de segurança. O Creeper, como foi chamado, tinha a missão de comprovar se os programas tinham capacidade para se multiplicar sozinhos, sem a ação direta do homem.

A Link Nacional não poderia deixar de trazer as informações mais quentes sobre os vírus de computador para você. Vamos conhecer como estas ameaças virtuais surgiram, bem como a lógica por trás do seu funcionamento. Ah, vamos ver também como você pode se proteger, mantendo seu site e seus dispositivos seguros, livres dos perigos que rondam a internet. Preparado para voltar no tempo com a gente?

O que é um vírus de computador?

O vírus de computador é uma analogia aos vírus biológicos, causadores de doenças. É um código malicioso capaz de usar o sistema do computador para se reproduzir e contaminar outros computadores. Para que consigam atacar, os vírus dependem da ação humana, já que é a partir do uso das máquinas e das conexões de internet que os vírus se replicam.

Continue lendo

Vírus de computador

Como surgiram os primeiros vírus de computador?

Os primeiros vírus de computador surgiram como uma necessidade em fazer com que vários programas pudessem ser instalados de uma só vez em diferentes máquinas. Com o tempo, porém, foram ganhando outros usos e hoje podem causar danos significativos a usuários e empresas.

The Creeper

Criado em 1971, o Creeper é o primeiro vírus de computador, tendo infectado computadores da Arpanet, rede ancestral da internet. Mesmo não representando um risco à segurança, sua mensagem afirmava: “Eu sou assustador, pegue-me se for capaz”. Lá nos primórdios da computação em rede, a mensagem do vírus já era suficiente para deixar os usuários de cabelos arrepiados.

The Creeper

Elk Cloner

Em 1982, Rich Skrenta, um garoto de apenas 15 anos, desenvolveu o Elk Cloner. O vírus invadia computadores da Apple II, sem comprometer a segurança das informações. O Elk Cloner exibia um poema escrito por Skrenta a cada ciclo de 50 inicializações da máquina. Desta maneira peculiar o Elk Cloner entrou para a história como o primeiro vírus de distribuição ampla. Pelo visto, a façanha não rendeu o reconhecimento literário ao criador do Elk Cloner, mas ainda assim o seu nome marcou época no desenvolvimento dos vírus de computador.

Brain

Nos anos 80, a popularização dos PCs culminou no surgimento do Brain, em 1986. O vírus não ameaçava a integridade dos dados da máquina, tendo sido criado pelos irmãos paquistaneses Basit e Amjad para evitar cópias ilegais de um programa de software para controle de batimentos cardíacos. O Brain lançou a era dos vírus stealth, ou de execução escondida. Ele substituía o setor de inicialização contido em um disquete com uma mensagem de direitos autorais. Ao longo de 3 anos, o Brain contaminou mais de 100.000 computadores. A pirataria anda de mãos dadas com a história dos vírus, a ponto de servir de inspiração para a criação do Brain.

Morris

O Morris é o primeiro worm transmitido via internet. Em 1988, o estudante Robert Morris desenvolveu este verme, que infectou inúmeras máquinas ao redor do globo, em torno de 10% do total. Graças à expressiva quantidade de contaminações, o Morris gerou a necessidade de se criar meios para proteção dos sistemas pelo uso de senhas. Também abriu campo para o desenvolvimento da segurança da informação, com a condenação de Robert por fraudar computadores, a primeira da história.

Code Red

Encabeçando a lista de ataques em massa por vírus de computador, surge o Code Red, criado em 2001. Em 24 horas, conseguiu infectar mais de 300 mil computadores. Não poupou os servidores IIS da Microsoft e, para piorar, sua ação não deixava rastros no HD. Por meio de um poderoso ataque DDoS, ou ataque distribuído de negação de serviço, o Code Red comprometia o tráfego de serviços em rede e de sites. Uma das suas vítimas famosas foi a Casa Branca, sede do governo norte-americano. Sua marca era a frase “Hackeado por Chinês”, exibida na tela do PC.

Code Red

I Love You

Durante os anos 2000, o vírus I Love You infectava os PCs a partir de uma carta de amor enviada por e-mail. O malware era capaz de apagar arquivos, por isso sua ação ameaçava a segurança dos dados. Cerca de 50 milhões de computadores foram atingidos em questão de dias, o suficiente para que instituições como o Pentágono e a CIA mantivessem desligadas as suas redes.

Vírus

Quais os principais tipos de vírus de computador?

Provavelmente, você já deve conhecer alguns deles. Confira a seguir os principais tipos de vírus de computador:

Adware

Adwares são programas que enviam anúncios para os computadores, como os pop-ups, aquelas janelinhas que se abrem quando acessamos algum site. Também aparecem na publicidade embutida em softwares gratuitos. Apesar de não oferecer um potencial risco para a segurança, o adware tem o poder de coletar informações dos usuários, entre elas o histórico de navegação ou a localização em que se encontra. De posse destes dados, o programa direciona anúncios com base nos interesses de quem está navegando. Por não promover ataques ou ameaçar a integridade dos sistemas, o adware se enquadra na lista de programas indesejados.
Adware

Bots

Os bots são um tipo de malware que executam comandos de modo oculto. Sem que os usuários percebam, os bots podem ser usados para formar uma botnet, rede formada por vários computadores infectados. São capazes de fazer o gerenciamento remoto de computadores, como também de roubar dados, comprometendo a segurança de máquinas e sistemas. Além disso, os bots exercem a função de espiões, observando o comportamento das vítimas para aplicação de golpes. Para concluir a lista, estes vírus são responsáveis por ataques DDoS com consequências graves em redes de computadores.
Cavalo de Troia

Cavalos de Troia

O nome Cavalos de Troia tem origem na história grega da Guerra de Troia, em que os gregos vencem os troianos por meio de um grande cavalo de madeira dado como presente aos inimigos. Da mesma forma é a ação dos Cavalos de Troia, que infectam a máquina como se fosse um arquivo ou software inofensivo. Uma vez instalado, estes vírus de computador são capazes de promover ataques maliciosos, e a vítima, muitas vezes, sequer imagina o que esteja ocorrendo.

Ransomware

O ransomware é um tipo de praga virtual que infecta computadores, fazendo a criptografia de dados sigilosos. O objetivo é exigir o resgate ao proprietário dos arquivos sequestrados, com a ameaça de exclusão, se o pagamento não for feito. Um caso marcante envolvendo a ação de um ransomware ocorreu no ano de 2015, quando o FBI registrou inúmeras queixas contra o CryptoWall. Segundo os usuários, os prejuízos chegaram a 18 milhões de dólares.

Rootkits

Os rootkits foram criados para acessar remotamente o computador por terceiros, auxiliando na solução de problemas a distância. Mas também foram usados de forma ameaçadora, permitindo o total controle da máquina pelos invasores. O rootkit consegue não só roubar dados, como também instalar malwares. Sua ação é oculta, por isso para identificar sua presença é preciso monitorar tanto o sistema operacional quanto os softwares instalados na máquina.

Rootkits

Spyware

O spyware é um tipo de vírus espião, atuando na busca de informações sobre os hábitos do usuário. Ele faz a coleta de dados sensíveis, como login e teclas digitadas, que são enviados a pessoas mal-intencionadas. Também age em configurações de segurança ou em conexões de rede, por isso todo cuidado é pouco para evitar ataques de spywares. Em versões mais recentes, eles fazem o rastreamento das atividades dos usuários sem solicitar a sua permissão.

Worms

Os worms podem se propagar entre as redes de computadores por meio da vulnerabilidade do sistema, como programas de e-mail. Ao contrário dos vírus, que contam com a intervenção humana para infectar as máquinas, os worms enviam múltiplas cópias de si mesmo para atingir mais sistemas. A maioria destes vermes tem a função de reduzir o desempenho de computadores, mas também podem ser mais ameaçadores, pelo roubo ou até mesmo pela exclusão de arquivos. Por isso é viável garantir a proteção contra ataques deste gênero.

Quais os vírus de computador mais perigosos do mundo?

A lista dos vírus de computador mais perigosos do mundo é ampla. São malwares que provocaram danos financeiros na casa dos bilhões de dólares ao longo da história. Desde o I Love You, que causou danos de 10 bilhões de dólares até o CryptoLocker. É um cavalo de troia ransomware que exigia resgates para liberar e descriptografar os dados sequestrados. Sua atividade contabilizou em torno de 3 milhões de dólares, sendo interrompida pela ação da polícia e empresas de segurança. Outro vírus que deu dor de cabeça foi o Zeus, um cavalo de Tróia que tinha finalidades criminosas. Ele infectou mais de 1 milhão de PCs apenas nos Estados Unidos. Seu foco era o roubo dos dados de login de multinacionais e bancos, entre eles a Amazon e o Bank of America. O rombo das operações chegou a 70 milhões de dólares.

Por que os ransomware são considerados os vírus mais temidos do mundo?

Os ransomware são bastante temidos, devido à sua capacidade de danificar máquinas. Podem impedir o acesso ao computador, como também a arquivos importantes, em que os criminosos exigem um valor em dinheiro ou criptomoeda para restituir os dados. Os ransomware já causaram prejuízos financeiros elevados a usuários e empresas. No Brasil, os danos chegaram a mais de R$ 20 bilhões em 2021.

Como se prevenir dos vírus de computador?

Para se prevenir contra os vírus de computador, é importante manter alguns cuidados básicos. O primeiro deles é instalar um software antivírus, para detecção e proteção contra ataques. Você pode utilizar sistemas operacionais mais seguros como o iOS e o Linux e deve manter o sistema operacional sempre atualizado, pois o surgimento de novos vírus faz com que o sistema precise se proteger. Também vale acessar somente links conhecidos, se você não tiver certeza da procedência, não clique. O mesmo se aplica para a instalação de arquivos do tipo executável (.exe), só autorize que programas de confiança sejam instalados em sua máquina. Seguindo estas dicas, você vai reduzir a vulnerabilidade do seu sistema.

Como identificar se o seu site possui algum tipo de vírus?

Ficou curioso para saber se o seu site está infectado por algum tipo de vírus? Não se preocupe, a gigante Google larga na frente mais uma vez, ao oferecer o serviço de status do site de navegação segura. Por meio desta ferramenta, é fácil identificar se a sua URL está na lista dos sites não seguros. Para acessar, é simples:
O resultado aparece na tela e você pode pesquisar quantos sites precisar, por quantas vezes quiser, já que o serviço é gratuito!

Soluções para sites infectados por vírus

Se o seu site foi infectado por vírus, você pode resolver o seu problema de maneira descomplicada. A Link Nacional oferece o que há de mais avançado em soluções para sites infectados por vírus. Por meio de ferramentas poderosas, seu sistema vai se manter protegido, com a garantia da segurança do seu site que só a Link Nacional tem. Conheça mais sobre nossas soluções e sinta a diferença em ter um site totalmente livre de ameaças!

Nós temos a solução!
Redação: Angélica Campos
Angélica é redatora web e produtora de conteúdo. Formada em Letras pela UFMG com especialização em Gestão Pública pela UCDB. Atualmente escreve sobre tecnologia, educação, arte e cultura, mas também se interessa por temas como filosofia, cultura italiana e mídias digitais.
5 3 votes
Vote no Artigo
guest
Por favor entre com seu nome completo
Digite um endereço de email válido para uma possível notificação de retorno.
Número de whatsApp para eventual notificação de resposta.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimos Web Stories

Últimas postagens

Satoshi Nakamoto: mito ou realidade?

Satoshi Nakamoto: mito ou realidade?

Satoshi Nakamoto é um misterioso codinome do criador do Bitcoin, existem muitas especulações sobre a sua identidade, afinal, quem é Satoshi Nakamoto?