Nós criamos

seu site

de advocacia,de doação,de vendas,de empresa,de projeto,de portfólio

Nós criamos

seu site

de advocacia,de doação,de vendas,de empresa,de projeto,de portfólio

Satoshi Nakamoto: mito ou realidade?

por | Atualizado em 6 de maio de 2022 | Destaque, Notícias

Satoshi Nakamoto seria uma lenda ou realmente existe? A pergunta de um milhão de Bitcoins está há pelo menos 13 anos sem resposta definitiva. Durante todo este tempo, não faltaram especulações na mídia a respeito do anônimo criador do Bitcoin: sem criar uma empresa, sem ter sua identidade revelada, Satoshi Nakamoto conseguiu o que poucos imaginavam ser possível. Uma moeda digital descentralizada, sem regulação dos governos e que fosse para todos.

Diante do sucesso alcançado pelo Bitcoin, os entusiastas e desenvolvedores passaram a tentar descobrir quem criou a revolucionária criptomoeda. Mesmo com tanta especulação, até agora não se sabe exatamente quem pode ser Satoshi Nakamoto. Há aqueles que afirmam ser um homem, outros apostam em uma mulher. Alguns arriscam o palpite de que é um grupo, formado por especialistas em cripto e até a Yakuza, organização criminosa japonesa, já entrou no páreo.

Mesmo com tanta especulação, fato é que o Bitcoin se tornou um sucesso de público, e toda forma de sucesso incomoda, especialmente quando há tanto mistério em torno do tema. Ainda que nunca saibamos quem é Satoshi Nakamoto, não podemos ignorar a sua contribuição para a tecnologia. Além de criar o Bitcoin, deu vida à blockchain, a rede com a qual o Bitcoin opera. Graças ao seu modo transparente e seguro, hoje a blockchain é usada por empresas de diversos setores, de logística e alimentação a auditorias. Também os políticos e governos usam a blockchain para registrar informações ou promover melhorias de infraestrutura. A China foi o primeiro país a criar a sua própria moeda digital e, em breve, estima-se que outros países vão desenvolver sua própria moeda digital, regularizando o criptomercado.

Para não perder o hábito, a Link Nacional vai contar tudo (ou quase tudo!) sobre o mito Satoshi Nakamoto. Os especialistas da Link Nacional estão de olho em tudo o que acontece no universo digital, sempre trazendo conteúdo de valor para a sua empresa sair na frente no mercado online. Acompanhe nosso post e fique ligado!

Continue lendo

Satoshi Nakamoto: mito ou realidade?a

Afinal, quem é Satoshi Nakamoto?

Satoshi Nakamoto é o pseudônimo atribuído ao inventor do Bitcoin – BTC, moeda digital mais comercializada ao redor do mundo. Enquanto alguns afirmam ser uma pessoa, outros apostam que se trata de um grupo. Desde o lançamento do Bitcoin, em 2009, até os nossos dias, o enigma a respeito da identidade de Satoshi Nakamoto ainda não foi solucionado. Para além das suposições sobre a sua real identidade, é fato que sua contribuição para a criação de um mercado financeiro mundial livre de regramentos dos governos e dos bancos foi de extrema relevância.

Uma movimentação recente de Bitcoins, mais precisamente em maio de 2021, levantou suspeitas de que o próprio Satoshi Nakamoto teria movimentado 50 bitcoins, que estavam parados há 11 anos, o que daria cerca de US$2 milhões de dólares. Mas por que esta movimentação é importante? É importante porque o saldo estava parado há 11 anos e especialistas dizem que Nakamoto teria uma verdadeira fortuna em Bitcoins parada e sem movimentação, já que ele teria minerado esta quantia nos primórdios da criptomoeda. Por isso, esta movimentação pode dar pistas do paradeiro de Nakamoto, já que o bloco do blockchain movimentado é um dos que pode ser atribuído a ele.

Quais seriam as prováveis identidades do criador do Bitcoin?

Como a descoberta da identidade secreta do super-herói financeiro Satoshi Nakamoto passou a ser um desafio para os entusiastas do universo Bitcoin, nada mais natural que surjam palpites sobre quem é ele. Durante todos estes anos, uma das lendas em torno de Satoshi Nakamoto afirma que é um homem, nascido no Japão, em 1975. Os dados foram encontrados em um perfil da P2P Foundation, mas ninguém comprova a sua veracidade. Confira a seguir outros possíveis candidatos a ser o real Satoshi Nakamoto:

Elon Musk

Elon Musk

CEO da Tesla

O guru da tecnologia Elon Musk é um dos suspeitos de ser o criador do Bitcoin. Questionado pela mídia, Musk negou que ele seja Satoshi Nakamoto, mas para não ficar só nisso, o CEO da Tesla resolveu dar também o seu palpite: na sua opinião, o verdadeiro Satoshi Nakamoto é Nick Szabo, um especialista em criptomoedas.
Dorian Nakamoto

Dorian Nakamoto

Físico e Engenheiro

O americano Dorian Prentice Satoshi Nakamoto é mais um na lista de prováveis identidades secretas do criador do Bitcoin. Apesar de ter suas fotos associadas ao nome de Satoshi Nakamoto na internet, Dorian nega ser o gênio da revolução em moeda digital. Nem por isso deixou de fazer sucesso entre os aficionados por Bitcoin, já que se tornou um ícone neste meio.
Gavin Andresen

Gavin Andresen

Programador

Gavin Andresen é um desenvolvedor que participou do projeto Bitcoin, inclusive trocando mensagens com Satoshi Nakamoto. Com a saída de Nakamoto, em 2011, Andresen passou a ser o novo líder do projeto. E não foi só isso, também é cogitado como sendo o próprio Satoshi Nakamoto, em carne e osso. Será que ele é?
Hal Finney

Hal Finney

Desenvolvedor

Sem sombra de dúvida, a morte do programador Hal Finney, em 2014, só fez aumentar as suspeitas em torno da identidade secreta de Satoshi Nakamoto. Seu corpo foi congelado, o que lança sérias suspeitas sobre ser ele o verdadeiro criador do Bitcoin. Em 2009, Finney recebeu a primeira transferência de Bitcoin no mundo, quando a moeda ainda não tinha valor real de mercado.
Nick Szabo

Nick Szabo

Criptógrafo

O criador do Bit Gold, projeto que tinha o objetivo de lançar uma moeda digital descentralizada e precursor do Bitcoin, nega ser o verdadeiro Satoshi Nakamoto. Mas é fato que Szabo é uma referência em criptomercado, ao desenvolver os smart contracts que culminaram na criação do Ethereum, criptomoeda de destaque no cenário virtual.
Craig Steven Wright

Craig Steven Wright

Cientista da Computação

A especulação sobre a identidade secreta de Satoshi Nakamoto é tanta que existe até um alarme falso na comunidade das criptomoedas. Trata-se de Craig Steven Wright, um cientista da computação que, em 2016, afirmou publicamente ser o criador do Bitcoin no mundo real. Até hoje, porém, não conseguiu provar a sua afirmação, o que acabou levando ao reconhecimento de que é o Satoshi Nakamoto em versão falsificada.
Linus Torvalds

Linus Torvalds

Engenheiro de Software

Em 2022, o próprio Linus Torvalds, criador do Linux, se colocou no centro da polêmica ao modificar uma linha do código aberto do Linux e inserir “Nome = Eu sou Satoshi”. Seria uma confissão de que Linus seria Satoshi Nakamoto? Para muitos ele seria uma pessoa com grande potencial, já que tem notório conhecimento em tecnologia e desenvolvimento de softwares. Em 2007, em uma conferência ele apresentou uma ideia que foi considerada o percursos do blockchain e, desde então, se colocou na lista de prováveis suspeitos de ser Satoshi Nakamoto.

Mas, apesar dessa “confissão”, o próprio Linus Torvalds acabou desmentindo, em entrevista ao editor do ZDNET, Steven Vaughan-Nichols, disse que algum brincalhão se aproveitou da forma de funcionamento do GitHub e compartilhou um objeto git na sua árvore, o que fez parecer que ele próprio teria confessado ser Satoshi Nakamoto.

 

Estudo grafológico revela detalhes

Em 2020, foi publicado um estudo grafológico com base no estilo de escrita adotado por Satoshi Nakamoto. De acordo com o artigo, a grafia e o uso intercalado de palavras americanas e britânicas revelam um estilo inconsistente, com ocorrência de erros ortográficos. Por se tratar de uma identidade secreta, os pesquisadores alegaram que tal constatação pode ser parte de uma estratégia para manter em segurança as operações do criador (ou criadores) do Bitcoin. Além do exame da grafia, o estudo também traçou um perfil a partir dos hábitos de trabalho de Satoshi Nakamoto. De acordo com a pesquisa, as segundas, quartas e sábados eram dias em que predominava o uso da grafia americana nas publicações de Nakamoto. Já às terças, sextas e domingos, observou-se a ocorrência tanto da grafia americana quanto da britânica nos textos. Por fim, às quintas, o gênio do Bitcoin publicava seus textos em inglês britânico.

Quais as principais contribuições de Satoshi Nakamoto?

Mesmo não sabendo quem é ele ou ela, ou eles, é inegável que Satoshi Nakamoto trouxe importantes contribuições para o mundo da tecnologia. A maior delas foi a criação do Bitcoin, uma proposta inusitada de gerar uma moeda virtual, de livre acesso a todos e sem o controle governamental. Mais ainda, com ganhos extraordinários.

Bitcoin

Quando começou a operar, o Bitcoin acabou sendo relacionado à criminalidade, pois um site americano de venda de drogas ilegais iniciou a operar pela criptomoeda. Com o encerramento do site pelo FBI, o valor do Bitcoin despencou. Mas outro grande evento trouxe a moeda digital ao topo novamente. Mergulhada em uma profunda crise econômica, em 2014, a Venezuela viu no Bitcoin a chance de fazer o dinheiro render, pois a moeda local estava em colapso. De lá até hoje, o Bitcoin não parou mais de crescer, oscilando de valor, mas se recuperando depois.

Bitcoin
Blockchain

Blockchain

A blockchain foi outra importante contribuição de Satoshi Nakamoto para o sistema de moedas virtuais. Por ser transparente, imutável e extremamente segura, esta tecnologia começou a atrair a atenção de empresas e governos. Seu funcionamento é baseado em uma rede de nós (computadores), com os quais as transações em Bitcoin são validadas. A segurança do sistema reside no fato de ele ser descentralizado: se um dos nós se romper, a blockchain continua operando, diferente do que ocorre com um ataque a um servidor de rede convencional. O blockchain também resolveu o problema de duplo gasto com a criptomoeda que utilizava uma rede ponto a ponto.

Por que há tanta especulação em torno de Satoshi Nakamoto?

Assim como o Bitcoin fez uma revolução na forma como lidamos com valores financeiros, o anonimato do seu criador é envolto em uma série de histórias. Há quem afirme que Satoshi Nakamoto seja japonês, mas o fato de ele se comunicar em inglês impecável, e de nunca ter escrito absolutamente nada em japonês, levanta a hipótese de que seja britânico. Para entender um pouco mais sobre a manutenção do anonimato de Satoshi Nakamoto, veja o que dizem algumas teorias:

Evitar a atenção das autoridades

O Bitcoin opera de forma descentralizada, sem a interferência de governos e bancos centrais. Ao inverter a lógica do mercado de finanças mundial, é certo que as autoridades vão investigar. Há oposição às criptomoedas, em que são discutidas a sua licitude e regulação. Também não foi a primeira tentativa de criação de uma moeda virtual, em que nomes como Nick Szabo tentaram implantar nos anos de 1990. Assim, ter conseguido o que outros tentaram, revolucionar o mercado e se manter anônimo não é tarefa fácil.

Evitar a prisão

Segundo Peter Thiel, cofundador do PayPal, Satoshi Nakamoto sabia que deveria se manter anônimo. Ele concluiu que o inventor do Bitcoin seria preso pelo governo, caso fosse revelada a sua identidade verdadeira. Coincidência ou não, a última aparição de Satoshi Nakamoto foi uma mensagem enviada ao fórum Bitcointalk, em 2010, um dia após uma publicação na revista PC World divulgar que o Wikileaks teria como ser beneficiado pelo Bitcoin. O herói precisou sair de cena, não sem antes dar indicações para manter a segurança da rede e passar o código do Bitcoin para Gavin Andresen.

O que dizem as autoridades sobre Satoshi Nakamoto?

O que dizem as autoridades sobre Satoshi Nakamoto?

Gary Gensler é o presidente da Comissão de Valores Mobiliários americana, a SEC. Apesar de reconhecer a inovação trazida por Satoshi Nakamoto ao mercado financeiro, Gensler lança um olhar crítico sobre os problemas que acarreta, como o fato de não oferecer a proteção necessária para os investidores. Para ele, ICOs e tokens têm sido usados para a manipulação do mercado, em detrimento dos usuários.
Já em 2020, o presidente do banco central dos Estados Unidos, Jerome Powell, anunciou a provável criação de um dólar digital. A iniciativa seria uma estratégia para transformar o mercado financeiro virtual em um terreno sob maior controle, em que os riscos para os investidores seriam menores. Outra questão é quanto à privacidade, pois o aumento do interesse pelas moedas digitais torna os dados dos investidores concentrados nas mãos das empresas privadas.

O que muda com a regularização do criptomercado?

A regularização do criptomercado promete trazer mais amparo aos investidores e usuários, de modo a evitar riscos e fraudes ao sistema. Apesar disso, na prática o que se observa é a demora em tornar sua aplicação uma realidade. No Brasil, desde 2015, o Projeto de Lei nº 2.303 está em tramitação no Congresso Nacional. Seu objetivo é regularizar o uso das criptomoedas e das milhas aéreas como meios de pagamento sob o amparo do Banco Central. Em contrapartida, o próprio Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários se mostram reticentes quanto ao uso de criptomoedas de maneira legalizada no território brasileiro.

Enquanto a regularização não vem…

A opção para quem quer investir em criptomoedas, seja como investidor ou empresário, é o mercado internacional, como a Suíça, em que as operações em criptomoedas foram regularizadas. A solução foi adotada pela Dynasty, moeda digital que atua com investimentos em imóveis. A empresa foi criada por brasileiros, mas recorreu ao mercado suíço para ter suas operações regularizadas. Segundo um dos seus fundadores, a Suíça é um polo avançado para transações em moedas virtuais.

Dynasty Global

Soluções em tecnologia

Hoje vimos que manter secreta uma identidade tão visada é um desafio para poucos. Mas a tecnologia não pode parar, por isso a Link Nacional oferece as melhores soluções para quem precisa manter a identidade da sua marca em alta no universo digital. Nossos especialistas estão preparados para atender a sua demanda, seja para hospedagem e criação de site, criação de logo ou divulgação de marca. Aproveite para conhecer nossos planos, com as melhores condições de pagamento do mercado. Fale com nossos consultores agora mesmo!

Nós temos a solução!
Redação: Angélica Campos
Angélica é redatora web e produtora de conteúdo. Formada em Letras pela UFMG com especialização em Gestão Pública pela UCDB. Atualmente escreve sobre tecnologia, educação, arte e cultura, mas também se interessa por temas como filosofia, cultura italiana e mídias digitais.
5 4 votes
Vote no Artigo
guest
Por favor entre com seu nome completo
Digite um endereço de email válido para uma possível notificação de retorno.
Número de whatsApp para eventual notificação de resposta.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimos Web Stories

Últimas postagens

Web 3.0: a evolução da Internet

Web 3.0: a evolução da Internet

A web 3.0 veio para dar continuidade na evolução da Internet, vai trazer mais interação, segurança e melhorar a experiência do usuário.