Hoje, é cada vez mais essencial, para as empresas, ter uma presença online forte e consolidada. Além disso, existem diversas estratégias de marketing digital que demandam o uso de algumas ferramentas. Uma dessas estratégias é o uso de marketing de conteúdo, que leva a uma pergunta prática: onde criar um blog?

Um pensamento ainda presente na cabeça dos empresários é que criar um blog ou mesmo um site é muito complexo, com custo alto e pouco retorno. No entanto, essa ideia já está ultrapassada, pois surgiram novas tecnologias e plataformas que facilitam esse processo os CMSs, sigla em inglês para Content Management System ou, em tradução livre, Sistema de Gerenciamento de Conteúdo.

Essas plataformas foram desenvolvidas para auxiliar na criação de blogs, com funções que podem ajudar do amador ao profissional. Confira, na continuação do nosso post, quais são as principais disponíveis no mercado e veja qual a mais adequada para as suas necessidades!

WordPress

O CMS mais conhecido e popular do mercado é o WordPress. Com ferramentas mais intuitivas, essa plataforma é a preferida entre os que estão começando um blog pessoal, pequenas e médias companhias ou profissionais autônomos. Isso não quer dizer que o WordPress seja uma plataforma com menos funcionalidades ou que não possa ser utilizada por grandes companhias, claro. Os benefícios servem para a maior parte dos negócios e garantem uma ampla gama de opções. Uma das grandes vantagens do WordPress é que a maior parte dos serviços de hospedagem de site permite sua configuração com muita facilidade, pois o sistema é compatível. Isso ajuda muito na hora de fazer os ajustes, inserir novos conteúdos ou resolver a maior parte dos problemas. Além disso, o WordPress tem uma imensa quantidade de plugins e templates, tanto gratuitos quanto pagos, à disposição, o que garante um maior nível de personalização do blog com menor trabalho, facilidade em atualizar a página e inserir novos conteúdos e outras comodidades, como a criação de e-commerces e sites específicos. Em termos de ranqueamento dos sites, o WordPress, por ter uma grande gama de plugins e templates, quase o dobro que os seus maiores concorrentes diretos, é facilmente customizável para garantir uma página com um SEO de qualidade. Quer dizer, com as possibilidades que esse CMS abre, é possível, a um desenvolvedor profissional, trabalhar com grande eficiência o SEO do site.

Drupal

O Drupal é o segundo CMS mais popular da internet só perde para o WordPress, usado por grandes marcas e instituições, como a Sony, Warner, Disney, Nações Unidas e até mesmo a Nasa. Mais complexo e técnico, exige um conhecimento mais aprofundado e específico para criar os sites.

O ponto forte do Drupal é a segurança e o carregamento rápido dos sites. Ele também tem modelos apropriados para segmentos como ONGs, instituições de ensino e empresas de grande porte.

Sua principal desvantagem, especialmente para pequenas empresas e profissionais autônomos, é que o desenvolvimento nele pode custar mais caro, por não ser tão prático e fácil quanto o WordPress.

Existem outros CMSs no mercado que podem se adequar à sua companhia e às suas necessidades. Essa escolha deve levar em conta diversos fatores técnicos que profissionais da área poderão elucidar melhor e, inclusive, fazer um trabalho mais eficiente sobre a escolha de onde criar um blog.

Joomla

Um dos principais concorrentes do WordPress é o Joomla que se destaca como uma boa plataforma onde criar um blog por ter mais recursos nativos. Ou seja, há uma menor chance de problemas, por usar menos extensões.

O Joomla também conta com a possibilidade de configuração automática na maior parte dos serviços de hospedagem, é um sistema mais flexível que permite configurações mais avançadas e tem melhores possibilidades de se adequar a diferentes tipos de sites.

Por ser um sistema menos visado e usar ferramentas nativas, é mais interessante no quesito segurança. Para blogs e e-commerces que trabalham com informação de clientes, pode ser uma escolha melhor nesse ponto.

No entanto, exige mais conhecimento técnico dos gestores ou responsáveis e é um pouco mais complexo na parte de criação, visto que os templates devem ser baixados da internet e não se encontram já na plataforma.

Descubra, agora, o que um bom CMS pode fazer pelo seu site ou blog e conheça, em nosso artigo, quais os temas gratuitos do WordPress e como escolher os melhores!

Afinal, onde criar um blog? Saiba como escolher a plataforma ideal
5 (100%) 1 votos

WhatsApp chat