Link Nacional

O que é criptomoeda? Como funciona e como investir?

por | Atualizado em 5 de abril de 2021 | Notícias

Quem nunca ouviu falar em criptomoeda? Você sabe o que é exatamente? Hoje a Link Nacional leva você para conhecer tudo sobre o universo da moeda digital que é um divisor de águas na história das transações financeiras. Você vai ficar por dentro das criptomoedas mais conhecidas, como fazer para comprar ou vender este que se tornou um dos ativos intangíveis mais badalados do momento. Sem deixar de lado o fator segurança, vamos desvendar todos os detalhes sobre o funcionamento do sistema de criptomoedas.

Com o avanço da tecnologia, as transações financeiras não poderiam ficar de fora de uma das maiores revoluções do século XX: a internet. Hoje ela interliga toda uma rede de pessoas, empresas e instituições. Com o passar do tempo, o desenvolvimento de uma rede de produtos e serviços cresceu exponencialmente, e a partir daí surgiu a necessidade de uma moeda que operasse dentro da rede, em modalidade virtual. Eis que nasce a criptomoeda.

O termo criptomoeda significa moeda criptografada, trazendo a segurança da criptografia para a circulação da moeda virtual. Podemos dizer que o ouro do século XXI está na palma da sua mão, pois tudo o que você precisa para investir está na web. Se você não entende nada de mineração, não se preocupe: vamos aprender como o sistema de criptomoeda funciona, seguindo a lógica da mineração digital.

Continue lendo

Criptomoedas

Como funciona a criptomoeda?

Criptomoeda nada mais é que uma moeda digital que pode ser centralizada ou descentralizada. A tecnologia por trás da criação de criptomoedas envolve um avançado sistema de criptografia, que é chamado de blockchain, e garante a proteção das transações, bem como a integridade das informações e a segurança dos dados do usuário.

A maioria das criptomoedas são descentralizadas, já que todo o controle sobre as operações é feito pelos próprios usuários. Não há um representante do governo envolvido nas negociações em criptomoedas. Mas existem criptomoedas centralizadas, que são chamadas de CBDC (Moeda digital emitida por banco central). Em 2019 o governo chinês começou a testar a sua moeda digital chamada de “Yuan Digital”, nesse exemplo, a criptomoeda é controlada pelo banco central chinês.

Mas as criptomoedas descentralizadas poderiam fragilizar o sistema? Quem responde é Wei Dai, que em 1998 descreveu as criptomoedas e afirmou que a criptografia é o melhor caminho para o devido controle das transações em moedas virtuais, sem que fosse necessária a presença de uma autoridade.

O que é Blockchain?

O blockchain, ou “corrente de blocos” em português, é o sistema utilizado para acionar o envio e o recebimento de informações na internet. Sua estrutura é formada por partes de código online, os quais transportam as informações em conexão, formando uma verdadeira corrente de blocos de dados.

Criptomoedas

O que é a mineração de criptomoeda?

A mineração é o processo pelo qual as transações em criptomoedas são registradas e posteriormente validadas por um grupo de pessoas, chamadas mineradores. Eles gravam todas as transações no blockchain. De acordo com Fernando Ulrich, autor da obra “Bitcoin: A moeda na era digital”, o blockchain se configura como um banco de dados público para o devido registro de todas as operações efetuadas com criptomoedas.

Por meio da mineração, novas unidades de moedas digitais vão sendo criadas, por isso o quantitativo de mineradores deve ser limitado. O Bitcoin, por exemplo, é criado com base em uma taxa previsível e decrescente, conforme afirma o site Bitcoin.org. Assim, um número limitado e conhecido de bitcoins pode ser minerado, já que esta moeda virtual foi projetada segundo a lógica da extração de ouro ou de outro metal precioso do planeta, conforme Ulrich.

Bitcoin o ouro da era digital

Muitos entusiastas acreditam que a cripto moeda Bitcoin será o novo ouro do século. Desde o início da sua concepção o Bitcoin vem crescendo e se tornando cada vez mais forte. Em 2021 países começaram a acumular Bitcoins como reservas financeiras e grandes instituições iniciaram suas compras no Bitcoin como reserva de ativos. A tendência de alta do Bitcoin ainda não passou e muitos estipulam que sua cotação pode ultrapassar os USD 1 milhão de dólares estados unidenses.

Quais as vantagens e desvantagens?

Confira as vantagens em se tornar um investidor:

  • Liberdade de pagamento – tanto o envio como o recebimento de valores pode ser feito a qualquer momento, em qualquer lugar.
  • Taxas reduzidas – em comparação com métodos tradicionais de pagamento, os pagamentos em moedas digitais possuem taxas mais competitivas e até mesmo isentas.
  • Segurança – as informações pessoais do usuário são mantidas em sigilo absoluto, além do uso de cópias de segurança e criptografia, que garantem a proteção do dinheiro investido.
  • Transparência – as informações com ofertas das moedas virtuais são disponibilizadas no blockchain para o acesso de qualquer pessoa. Não há como uma organização ou usuário manipular os dados, já que são criptografados.
Criptomoedas
Agora confira o outro lado da moeda, as desvantagens:
  • Grau de aceitaçãonem todo estabelecimento trabalha a moeda digital como forma de pagamento, o que reduz as chances de uso pelo usuário.
  • Volatilidade – os ajustes de preços são comuns e podem gerar elevadas perdas ou aumento significativo dos ganhos.
  • Segurança – apesar de ser um fator de vantagem, há o risco de perda das moedas digitais, caso o usuário não for cuidadoso. Existe também o risco de roubos, tanto de usuários como de casas de câmbio.

Como investir em criptomoeda?

Assim como todo investimento financeiro, as criptomoedas não escapam do risco de operação. Por isso é importante investir de maneira consciente para não ser pego de surpresa. Existem várias corretoras de moedas virtuais, as chamadas exchanges, e tudo o que você precisa para começar a garimpar é escolher uma que atenda às suas expectativas e se cadastrar.

Como comprar?

Para comprar criptomoedas você pode fazer via P2P ou seja, de pessoa para pessoa ou utilizar uma corretora, para isso deve abrir uma conta em uma das várias corretoras de moedas virtuais e adquirir as suas. Lembre-se da importância no cuidado com os seus investimentos, esteja atento aos fatores que podem influenciar no desempenho das suas aplicações, tais como a cobrança de tarifas e os riscos do negócio.

1º passo: escolher uma exchange (ex: Binance, Coinmarketcap, MercadoBitcoin e Novadax;

2º passo: criar uma carteira digital ou desktop (melhora a segurança e otimiza as operações);

3º passo: transfira recursos para a sua carteira digital (para iniciantes é aconselhável que comece com baixas quantias);

4º passo: acompanhe as cotações e veja o melhor momento para comprar uma criptomoeda;

5º passo: faça a opção de compra da criptomoeda escolhida na quantidade que desejar.

Como vender?

Após a confirmação da aquisição das suas criptomoedas pela corretora ou p2p, você já pode acessar o sistema de transações e efetuar a venda dos seus ativos. É importante estabelecer um critério tanto para a compra como para a venda. Assim como todo investimento, o lucro acontece depois de estudar a melhor forma de agir, levando em consideração as oscilações do mercado. A venda da criptomoeda, assim como qualquer ativo financeiro, precisa ser efetuada de forma criteriosa com o objetivo de realizar lucro.

Como ver a cotação da criptomoeda?

Para consultar a cotação das criptomoedas, bem como seu valor de mercado e preço, além do volume de negociações e a variação, você pode acessar inúmeros sites de corretoras, que disponibilizam os dados em tempo real.

A plataforma do TradingView oferece diversos recursos para análise gráfica e acompanhamento das cotações gratuitamente, grande parte dos negociadores utilizam a plataforma.

Outro site bem interessante para acompanhar as cotações e mercado de criptomoedas é o CoinGecko. O site mostra uma lista com os principais projetos e informações sobre cada criptomoeda.

Quais as mais famosas criptomoedas?

Em 2021 a capitalização das criptomoedas deve atingir cerca de 2 trilhões de dólares estadosunidenses. Ficou curioso para saber quais são as criptomoedas mais famosas? Então acompanhe a seguir:

Bitcoin

Bitcoin

O Bitcoin – BTC é, sem sombra de dúvida, a moeda digital mais popular. Foi o primeiro sistema de pagamentos totalmente descentralizado, inaugurado em 2008, em plena crise financeira do mercado americano de hipotecas.

Pax Gold

Pax Gold

Se você achou que a mineração digital é só em moeda virtual, está redondamente enganado! A Pax Gold – PAXG é uma criptomoeda lastreada em ouro físico. Ao adquirir um token, você possui o equivalente a uma fração de 31,1 gramas de ouro.

Ethereum

Ethereum

Poderíamos associar o volume de transações em criptomoeda à sua popularidade, mas se engana quem pensa dessa forma. O Ethereum – ETH é uma das moedas virtuais mais negociadas ao redor do mundo. Seu projeto inicial consistia em recompensar desenvolvedores que utilizam a plataforma Ethereum em seus projetos.

Tether

Theter

O Theter é uma criptomoeda com lastro em dólar, ou seja, para cada Tether emitido um dólar será colocado como reserva. Mas esse lastro vem sendo questionado por especialistas e já em 2019 houve o anúncio que não é 100% dessa criptomoeda que é lastreada. O Theter foi criado em 2014 e estima-se que haja cerca de 4 bilhões dessa moeda circulando por aí.

Quais são os principais canais sobre Bitcoin?

No Youtube o que não falta é vídeo sobre o assunto. Com o crescimento das criptos vários canais se popularizaram, abaixo segue uma lista dos nossos favoritos.

Augusto Backes
Diego Velasques
Universo Bitcoin

Conclusão

Preparado para começar a investir em criptomoedas? Depois de conhecer mais sobre as moedas virtuais, venha conhecer a Link Nacional! Nossa equipe está cada vez mais antenada com a ultramodernidade, e as moedas virtuais não poderiam ficar de fora dessa. Fale com um de nossos consultores e veja como investir no mundo virtual pode ser uma excelente ideia para o seu negócio!

Nós temos a solução!
Redação: Link Nacional
A Companhia Link Nacional atua na área de tecnologia da informação (TI). E é especializada em oferecer serviços e soluções para internet. Fundada em 2004 na cidade de Ribeirão Preto/SP, hoje ela expandiu as suas áreas de negócios por todo o Brasil.
5 1 vote
Vote no Artigo
guest
Por favor entre com seu nome completo
Digite um endereço de email válido para uma possível notificação de retorno.
Número de whatsApp para eventual notificação de resposta.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas postagens