Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
pesquisar só Blog
Pesquisar no Site
Filtrar por categoria
cPanel
Criar site
Destaque
E-mails
Hospedagem de sites
Notícias
Registro de Domínio

Loja virtual: 7 dicas para você se dar bem

por | Atualizado em 5 de outubro de 2020 | Notícias

Ter uma loja virtual se tornou quase que obrigatório para os comércios ditos tradicionais, mesmo àqueles comerciantes mais ortodoxos, já estão se rendendo a essa nova tendência do mercado. As empresas que foram pioneiras já comemoram um faturamento maior na loja virtual do que na loja física. E você, quer fazer a sua loja virtual? Então veja essas 7 dicas imperdíveis que preparamos!

A ABCE (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) consolida números interessantes nesse novo panorama: as lojas virtuais registraram alta de mais de 180% em transações somente em março deste ano. E a revista Exame traz um panorama ainda mais amplo: entre março de 2018 e março 2020, as compras via internet aumentaram 4%.

Compras pela internet

Se todo mundo alguma vez já comprou alguma coisa pela internet, imagina só traduzir isso em números. Que o diga o CEO da Amazon, Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo e que aumentou consideravelmente o seu patrimônio (chegando à incrível marca de US$ 189,3 bilhões; somente no dia 20 de julho deste ano, ele embolsou US$ 13 bilhões) com o impacto da covid-19!

A empresa desse jovem senhor responde hoje por mais de 50% das compras via web somente no seu país de origem, os Estados Unidos. De uma tímida livraria online à meca do setor de e-commerce no mundo, foram muitos os passos ousados desse visionário. Sem dúvida de que havia algum capital de risco por trás das tentativas de investimento de Bezos, mas o que sempre fez sentido para esse empresário e que também pode fazer para você é que o mundo virtual é a saída em tempos de crise, inclusive, com a possibilidade de gerar algum rendimento mensal.

Seja por segurança, comodidade ou promoções imperdíveis e convidativas, os clientes aderiram mesmo ao e-commerce. Mas e a sua empresa, também aderiu a esse fantástico mundo novo?

pessoa-comprando-na-loja-virtual
Loja virtual - dicas para se dar bem

Está precisando vender os seus produtos pela internet?

Crie uma loja virtual agora!

loja virtual sacolas

1. Como fazer o planejamento de uma loja virtual

Vender por trás do balcão é uma coisa, pela internet é outra. Se você pretende montar a sua própria loja virtual, é importante ter em mente que, mesmo que o seu DNA carregue empreendedorismo no setor de varejo, fazer parte do e-commerce requer um planejamento organizado e alinhadíssimo com as suas expectativas e possibilidade de investimento.

E mesmo que você tenha alguma experiência, desenvoltura e uma boa cartela de clientes no meio físico, o ideal, para quem vai abrir uma loja virtual, é buscar assessoria ou contratar plataformas especializadas nesse setor – com desenvolvedores e programadores de altíssimo nível, criando telas (templates ou modelos de sites) com design personalizado e compatível com a identidade visual da sua marca, instalando plug-ins de compra altamente funcionais e que atendem, na mosca, o seu perfil de e-commerce.

Os desenvolvedores da Link Nacional são consensuais: se você está abrindo as portas da sua loja virtual agora, evite serviços ou aplicativos que cobrem taxas sobre vendas, como Mercado Livre, eBay e Enjoei. Invariavelmente, você terá que incidir essas taxas no valor final dos seus produtos, o que acaba por encarecê-los – essa tática inicial talvez não seja a ideal neste momento crucial de abertura da sua loja.

Indo na direção de se fazer a coisa certa logo no início da experiência de e-commerce, fica a outra dica de ouro: busque investir na contratação e no apoio de uma boa hospedagem de sites. Tente sempre se colocar no lugar de seu cliente: se a primeira impressão de compra foi negativa, sobretudo quando se trata da funcionalidade do site, dificilmente ele volta (sem contar que a possibilidade de tecer comentários e críticas pouco construtivas é grande, e isso pode afetar, de cara, o seu negócio).

homem criando loja virtual
homem criando loja virtual

2. O que é preciso para ter uma loja virtual

Está pronto e disposto a iniciar a sua empreitada no comércio digital? Já está por dentro das mais diversas facilidades das plataformas de e-commerce? Então, confira a listinha que a equipe da Link Nacional separou para você do que é preciso para abrir as portas da sua loja virtual (por conta própria ou não).

Registro de Domínio

Escolha um que tenha a cara da sua empresa – se eleger um com muita criatividade, o domínio escolhido pode até virar uma (outra) marca, o que seria ótimo para o seu negócio –, mas que também tenha uma combinação bem fácil de os clientes se lembrarem; adicione palavras-chave e, um dos passos mais importantes, considere o campo legal antes de registrá-lo.

Conta de Hospedagem

Responde pelo armazenamento de todos os arquivos da sua loja virtual. Por isso, a escolha deve ser tão cuidadosa, uma vez que a escolha do plano certo de hospedagem está intimamente ligada ao perfil e ao objetivo da sua loja.

Para as opções “boas, bonitas e baratas”, ou seja, quando a hospedagem apresenta um valor acessível e funcionalidades mais simples, geralmente o serviço é compartilhado por outras pessoas. Se o seu site e o de outros vendedores utilizam a mesma quantidade de dados e recursos, dá para se imaginar as dificuldades correlatas, não é mesmo? Uma delas, sem sombra de dúvidas, é que você e a sua loja estarão mais vulneráveis a quedas, e isso não é nada bom para o seu negócio, principalmente se está começando.

Ao fim e ao cabo, se a opção do compartilhamento de hospedagem se mantiver na sua linha de horizonte, tendo em vista os valores mais acessíveis, opte por planos com o menor número de sites possível.

Produtos: inserir o seu catálogo de produtos, a Link Nacional recomenda o Woocommerce, plugin para criação e gerenciamento de loja virtual em site WordPress (falaremos desse sistema mais à frente). O recurso é bem simples e intuitivo, inclusive nas primeiras configurações do plug-in, e tudo começa na área administrativa do site, onde você já encontra as abas “produtos” >> “adicionar produtos”. Confira o tutorial que os nossos desenvolvedores criaram para te ajudar disponibilizar os produtos da sua loja virtual.

3. Sistemas de pagamento online

Tão importante quanto saber vender é saber receber. Para o e-commerce, é fundamental ter um sistema operacional rápido, intuitivo, sem queda e seguro. Daí a importância de se contratar um sistema de pagamento eficiente, conhecido do grande público e possibilite as mais diversas formas de pagamento. Para receber os pagamentos, há quatro modalidades:

3.1 Intermediador de pagamentos

Simples na técnica e na sua gestão, é o ideal para quem está começando a incursão no e-commerce. As taxas, que podem ser fixas ou variáveis sobre as vendas, ajudam na segurança virtual dos dados dos clientes e se compromete com os riscos de fraude.

3.2 Gateways de pagamento

Não há sites intermediando o pagamento do cliente e o recebimento do seu dinheiro, que vai diretamente para a sua conta. Os gateways são os queridinhos dos vendedores mais experientes e com lojas mais estáveis nesse setor.

pessoa comprando na loja virtual
pessoa comprando na loja virtual

3.3 Integração direta

Quanto mais direto o pagamento, melhor. Mas essa facilidade exige, em contrapartida, investimento. Neste caso, contrate uma equipe especializada para te ajudar num sistema operacional que permite, por um lado, autonomia nas negociações com os clientes, e, por outro, uma boa experiência de compra por parte do usuário. Não à toa, essa modalidade é recomendada para lojistas com mais tempo de mercado.

3.4 PagSeguro

É uma solução de pagamento via gateway com características como integração com sua loja virtual e segurança, mas também com alguns diferenciais. Talvez seja o sistema de pagamento que oferece mais de 25 formas de pagamento e facilidade de parcelamento. Possui checkout transparente e modo sandbox para testes.

3.5 Paypal

É um gateway de pagamento conhecido internacionalmente e considerado muito prático e seguro. Também funciona como uma carteira digital e possibilita integração com lojas virtuais que utilizam o Woocommerce ou sistemas de marketplace. Se difere pelas soluções rápidas, como e-mail de cobrança e fatura online via redes sociais.

Pesquise antes de decidir pela modalidade de pagamento sempre tendo em conta o perfil e a necessidade do seu negócio.

4. Sistema de entrega

E por fim, mas não menos importante, é planejar-se também para o envio de mercadorias, afinal, uma boa experiência de compra fideliza os clientes e cria uma imagem (e comentários, claro) incrivelmente positiva. E tudo depende de quanto você pode investir nessa ferramenta e se a sua loja física também daria conta do recado.

A opção mais conhecida é o envio pelos Correios. Já a Melhor Envio permite fretes mais baratos. Envio por transportadoras ou FedEx trazem um sistema logístico mais optimizado, permite entregar no exterior, mas, em muitas situações, o frete fica salgadinho.
Há também a possibilidade de se entregar com veículo próprio ou por retirada no local.

Outros dois detalhes que não podem ser esquecidos no planejamento de uma loja virtual:

icone loja virtual
icone loja virtual
1) faça a manutenção periódica da sua página, reavaliando o que pode ser melhorado;
icone loja virtual
icone loja virtual
2) Invista em um sistema de automação de marketing e em marketing digital, alimentando bons conteúdos.

5. Como criar uma loja virtual grátis

Apesar de batermos na tecla de que cautela, planejamento e organização não fazem mal a quem tem em mente fazer sucesso com a sua loja virtual, entrar nesse ramo do e-commerce pode ser mais simples do que parece. Com bastante esforço e muita pesquisa é possível criar a sua loja virtual grátis, ou pelo menos, contar com sistemas gratuitos que são muito eficientes.

Para os iniciantes e/ou com capital de giro ainda pouco expressivo para investir em empresas especializadas, a equipe da Link Nacional recomenda o Woocommerce, plug-in do WordPress, open source e gratuito, que permite incluir e adaptar as mais diversas funcionalidades de e-commerce à sua página, tais como: gestão e controle de estoque, carrinho de compra e números consolidados de suas vendas.

Mas como nem tudo são flores no mundo gratuito, é necessário vasto conhecimento no sistema administrativo Woocommerce, saber instalar e configurar os plugins de pagamento e de frete e contar com experiência de programação para personalizar recursos e funcionalidades.

Outra opção, não tão difundida e conhecida como o Woocommerce são os SaaS, que nada mais são do que sites e sistemas à base de nuvens, e a sua principal vantagem é ficar desobrigado a contratar um servidor de hospedagem.

Para ambos os sistemas, já sabe: o ideal é SEMPRE contratar uma empresa especializada para evitar perdas e problemas de todas as ordens.

mulher criando loja virtual
mulher criando loja virtual

6. Qual o custo para abrir uma loja virtual

Se atualmente o que você mais deseja e precisa é fazer parte do e-commerce, saiba exatamente quanto você pode disponibilizar/investir para abrir uma. Coloque na ponta do lápis todos os custos envolvidos, principalmente se pretende contratar um sistema operacional para a sua loja virtual, com desenvolvedor, manutenção etc.

Para quem vai ingressar em marketplace, outro custo pode ser com as comissões sobre as vendas realizadas. Por isso, saiba precificar os seus produtos, as taxas de entrega e possíveis comissões. Só assim você conhecerá a sua margem de lucro.

7. Qual a melhor plataforma de loja virtual

As três plataformas de e-commerce mais populares e utilizadas no mundo são: Magento,  Shopify e WooCommerce. Esta última, funciona no CMS WordPress, tem algumas vantagens bem interessantes, talvez a principal seja a facilidade de migração de conteúdo e de perfil, readaptando blogs ou sites em lojas virtuais – uma mão na roda para os blogueiros e influencers, diga-se de passagem.

Depois dessas dicas da Link Nacional, empodere-se para o e-commerce. Inspire-se no Jeff Bezos e aposte na internet, no sistema de compra e de venda virtual, no potencial dos seus clientes, mas, acima de tudo, aposte no diferencial do seu produto para entrar e se consolidar no mercado. Venha fazer uma loja virtual com a Link Nacional!

Compartilhar

5 1 vote
Vote no Artigo
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas postagens

O que é VisaNet?

O que é VisaNet?

VisaNet é uma rede de pagamentos eletrônicos que atua no mundo inteiro conectando pessoas, empresas e Governos.

ler mais
WhatsApp chat