Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
pesquisar só Blog
Pesquisar no Site
Filtrar por categoria
cPanel
Criar site
Destaque
E-mails
Hospedagem de sites
Notícias
Registro de Domínio

História da Internet: veja como evoluiu até hoje

por | Atualizado em 10 de outubro de 2020 | Notícias

A história da Internet revela muito sobre a evolução da tecnologia e do ser humano, veja os caminhos que ela percorreu até chegar na palma de nossas mãos.

Ninguém escapa a esta tensão: quem nunca se viu, em algum momento do dia, (bem) desesperado porque ficou sem conexão de Internet? Já é quase impossível imaginar o nosso cotidiano sem esse sinal de vida, principalmente em tempos de isolamento social. Essa funcionalidade quase que vital do mundo pós-moderno a que hoje acessamos é recente, tem pouco mais de 50 anos (pode acreditar, meio século, no correr da humanidade, é pouco). Que tal conhecer, com a Link Nacional, mais sobre a história da Internet, essa ferramenta tão importante quanto o fogo para o homem Paleolítico?

Se o mundo ocidental achou por bem delimitar um antes e um depois para marcar o tempo moderno tomando como base o grande acontecimento que foi o nascimento de Jesus Cristo, nada nos impede de pensar o nosso tempo a partir de um dos maiores saltos da humanidade depois da chegada à Lua: a Internet.

Ilustração do Astronauta anunciando o plano site pronto
A Internet não nasceu do nada, num simples piscar de satélites ou de conexões acidentais. Houve um longo caminho a ser percorrido, de peregrinação e muita fé no taco dos desenvolvedores ao redor do mundo. O mais interessante, nesse processo de consolidação de uma nova era, é que as primeiras ferramentas e movimentos de mudança no espectro da comunicação se desenharam num momento de profunda cisão histórica: durante as guerras do século XX, definido pelo historiador britânico Erick Hobsbawn como a “Era dos Extremos”.
História da Internet

Onde começou a história da Internet

De tão extrema que foi, essa era marcaria, de uma forma ou de outra, a vida de praticamente todos os seres humanos. E tudo começou como uma questão de matemática e de proteção de dados em meio ao inimigo. Primeiro falemos dos computadores: pode se dizer que o seu protótipo se deu entre 1940 e 1941, com o jovem matemático inglês Alan Turing ao desenvolver uma máquina de porte bem robusto capaz de solucionar qualquer cálculo no formato de um algoritmo, como – nada mais, nada menos do que – o código utilizado pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Ao decifrar o “Enigma”, Turing e os aliados anteciparam o Dia D contra a Alemanha.

O que é internet

Os curiosos de plantão provavelmente já se perguntaram: o que é e quem controla a Internet? Difícil mesmo imaginar, mas, de fato, não há um controle centralizado para tanta informação assim.

Quem já nasceu com ou já naturalizou o uso da internet talvez nem se dê conta do grau de complexidade que essa ferramenta, hoje tão prática e acessível, já teve. Por trás do seu smartphone, televisor ou caixa eletrônico, há um grande e integrado conjunto de redes de computadores do mundo inteiro, interligados, de forma absurdamente veloz e eficiente, via satélite ou via backbones, que são linhas de capacidade extremamente alta.

A internet reúne milhares de redes e de organizações individuais e cada uma delas é gerida e mantida por seu próprio usuário; as ramificações dessa rede se ampliam sempre que uma rede colabora com outras redes.

Onde surgiu a internet

Apenas 25 anos separaram o feito matemático de Alan Turing, precursor da Inteligência Artificial, do que seria a comunicação em rede. Em 1969, cientistas norte-americanos quebravam a cabeça (e a comunicação) para se estabelecer uma conexão autônoma, eficiente e, se possível, rápida – semelhante à Intranet de hoje – com quatro instituições acadêmicas daquele país. Eis que nascia o primeiro e-mail e uma espécie de protocolo do que seria base da Internet para os dias de hoje.

a história da internet
Fonte: stories

Quem criou a internet

Não há um único criador para uma só criatura. Como vimos, a Internet tem a sua origem em centros de pesquisa que desenvolveram tecnologias altamente responsivas. O primeiro e-mail foi escrito e trocado entre acadêmicos contemporâneos da Guerra Fria (1947–1991), resquício da tensão geopolítica entre os ditos “Bloco Oriental” e “Bloco Ocidental” vivida por Turing, em meio à disputa acirrada entre os dois pólos bélico-econômicos do planeta: a antiga União Soviética e os Estados Unidos.

Antes disso, não podemos nos esquecer do lançamento do primeiro satélite artificial, o russo Sputnik 1, em 1958. Em resposta a essa grande empreitada dos soviéticos, os EUA criam a DARPA (Defense Advanced Research Projects Agency), uma espécie de agência de projetos voltados a pesquisas avançadas para defender o território norte-americano.

Nesse fio cronológico, a equipe da Link não te deixa esquecer: foi somente a partir da década de 1990, que a Internet deixaria de ser experienciada com exclusividade no circuito acadêmico para romper fronteiras e ser explorada comercialmente.

Criação da ARPANET

Em 1966 a DARPA inicio testes e pesquisas com o objetivo de estabelecer uma conexão remota que permitisse a transmissão de dados entre dois locais. Esse projeto foi batizado de ARPANET (Advanced Research Projects Agency Network), que em português significa Rede de Agências para Projetos de Pesquisas Avançadas). A sua ideia era estabelecer a conexão de pontos de rede usando linhas telefônicas dedicadas.

Para fazer essas conexões eram utilizados os chamados IMPs(Interface Message Processors), que significavam Interfaces de Processamento de Mensagens e eram constituídas de computadores que foram escolhidos especialmente para essas transmissões.

Mas apenas em 1969 foi possível fazer a primeira transmissão de dados entre a UCLA(Universidade da Califórnia em Los Angeles) e o Stanford Research Institute, que distavam cerca de 600 quilômetros. A primeira mensagem trocada foi a palavra “login”, mas por causa de uma queda de conexão, apenas as letras “lo” chegaram ao destino final.

Em janeiro de 1970, mais duas Universidades americanas se conectaram a ARPANET, a Universidade de Santa Bárbara e a Universidade de Utah, assim puderam fazer 4 pontos de conexão e transmitir dados no que poderíamos dizer que foi realmente a primeira rede de transmissão de dados do mundo.

A ARPANET foi primeiramente concebida para atender as necessidades militares dos EUA, mas por meio de cooperação, a comunidade acadêmica também foi envolvida e teve uma importante contribuição nesse projeto.

Criação do Network Control Protocol (NCP)

Em 1970 foi criado o primeiro protocolo de controle de rede, que foi batizado de NCP e foi o primeiro protocolo utilizado pelos servidores da ARPANET. Ele é considerado antecessor do TCP (Transmission Control Protocol) que significa Protocolo de Controle de Transmissão, que foi criado no ano de 1983, e é responsável pelo o envio e recebimento de dados.

Criação do DNS

O DNS(Domain Name System) ou “Sistema de Nome de Domínios” foi criado no ano de 1983 pelo Americano Paul Mockapetris, que teve  a missão de substituir os complexos números IPs(Internet Protocol) para denominações que fossem facilmente compreendidas pelas pessoas comuns. Nesse momento o número de hosts da ARPANET já ultrapassa os mil. 

Surgimento da Internet

Em 1986, a National Science Foundation cria a NSFNET que é um programa de financiamento da internet que tinha como objetivo conectar super redes de computadores para compartilhar informações. Essa rede era conectada por meio de backbones, que na tradução literal significa espinha dorçal, que era responsável em levar dados para todos os pontos de conexão. Foi nesse momento da evolução da conexão entre computadores que a ARPANET começou a ser chamada de Internet.

pessoa usando a internet

Quando começou a história da Internet no Brasil

Demorou, mas chegou. Quando os cientistas acadêmicos norte-americanos comemoravam o vai e vem de e-mails entre os seus centros de pesquisa, o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), no Rio de Janeiro, conseguiu, em 1988, uma conexão brasileira com a Universidade de Maryland, nos Estados Unidos.

Embora a comunicação se restringisse a e-mails e compartilhamento de arquivos, de forma individual e por linha telefônica, imagine só a comemoração! Na esteira desse espírito de vanguarda, um ano depois, em 1989, é criada a RNP (Rede Nacional de Pesquisa), que contou com apoio do CNPq (Conselho de Pesquisa Científica) e do governo José Sarney.

De lá para cá, o investimento no setor foi tímido e somente com a emblemática Eco-92 ou Rio 92, Conferência da ONU sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, é que se pode dizer que decorreu o primeiro evento com “net” no Brasil – o que efetivamente fez a Internet acontecer foi o comprometimento da ONU em estruturar o evento, numa força-tarefa, cedendo o provedor Alternex e RNP.

Criação da World Wide Web

A década de 1990 prometia para o mundo, e em 06 de agosto daquele ano a história da Internet teria outro importante marco: a publicação da primeira página online, feita por Tim Berners-Lee (idealizador da World Wide Web, iniciais que simbolizam a comunicação e conexão do planeta). Eis que o www entraria na nossa vida para, definitivamente, popularizar o acesso à Internet.

Surgimento do Google

Dar uma googlada é fácil. Quero ver você adivinhar como essa empresa hoje valiosíssima nasceu com essa ideia de facilitar a busca de informações em qualquer lugar do planeta.

Os estudantes da Universidade de Stanford, Larry Page e Sergey Brin, dedicaram o seu doutorado a uma espécie de rastreamento da recém criada World Wide Web. O trabalho deu tão certo que, em 1998, na Califórnia, fundariam a Google Inc. Mais um case de sucesso de ideias bilionárias que nasceram em garagens repletas de teses, computadores e espírito empreendedor.

Surgimento das redes sociais

Com a popularização cada vez maior da Internet, a conexão entre as pessoas acabou se tornando um desdobramento inevitável. Outra grande sacada que nasceu na meca das ideias que mudam o curso da humanidade, na Califórnia, é a rede social, uma web que conecta empresas ou pessoas pelas mais diversas plataformas.

A primeira delas, a Classmates, surgiu em 1995 e conectou estudantes de faculdades nos Estados Unidos e Canadá. Menos de uma década depois, surgiram o Orkut e o polêmico Facebook, de Mark Zuckerberg. Hoje, LinkedIn, Twitter, Instagram, Last.FM, Flickr e Vimeo são o fogo do nosso paleolítico.

a história da internet

Como a história da Internet mudou nossas vidas

Quando uma economia depende quase que essencialmente de um modo de produção, no qual, em princípio (e no mundo ideal), os seus agentes de atuação trocam experiência, conhecimento e lucro, referimo-nos a uma era. Na história da humanidade, podemos contar com três: agrícola, industrial e digital. E é nessa última onde estamos nos dias de hoje: na “sociedade da informação”, mais conhecida como era da Internet.

A Dona Internet mudou absolutamente tudo em nossa vida, da comunicação à forma como compramos, investimos, nos entretemos e – quem diria – nos apaixonamos. O analógico era táctil e nos despertava outros sentidos. Hoje, problemas à parte, a história da Internet fez parte da nossa vida, independente do momento que você a vivênciou, seja para as antigas gerações ou para os “millennials“.

Compartilhar

5 1 vote
Vote no Artigo
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas postagens

Link Nacional é confiável?

Link Nacional é confiável?

Você já ouviu falar na Link Nacional, mas ainda tem dúvidas se o serviço é confiável? Preparamos este post especialmente para você, mostrando toda a nossa expertise no mercado.

ler mais
WhatsApp chat