7 dicas imperdíveis para quem quer criar um blog

por Atualizado em 13/02/2020Notícias

Criar um blog não é mais uma mera tendência, muito menos uma estratégia restrita a empresas de comunicação e tecnologia. O mundo mudou, as pessoas respiram internet, e basta refletirmos sobre nossos próprios hábitos atuais para entender a importância de ter um espaço na web, seja qual for o segmento do seu negócio.

O que você faz quando tem uma dúvida ou precisa de um produto ou, até mesmo, de uma solução rápida para uma dor de cabeça? Isso mesmo, você faz uma busca no seu celular, no tablet, na smartTV ou no laptop!

Os mecanismos de pesquisa se tornaram verdadeiros “oráculos” da vida moderna e, por isso, é tão importante que sua marca seja listada neles. Mas não para por aí! Se o seu site funciona como uma sala de visitas virtual para a sua empresa, seu blog é o espaço ideal para compartilhar seus conhecimentos, as ideias e a expertise com pessoas que realmente se interessam pelo que você vende e acredita.

Mas, afinal, o que é preciso para criar um blog e quais os reais benefícios de apostar nesse poderoso recurso do marketing de conteúdo? Basta seguir conosco para conferir!

O papel dos blogs na atualidade

Talvez você ainda não tenha se dado conta, mas o marketing de conteúdo faz parte do dia a dia das pessoas há séculos.

Em rigor, tratamos dessa forma qualquer prática de mercado que se beneficie da criação e da distribuição de conteúdo. Sendo assim, estamos falando de jornais, revistas, guias de viagem, boletins informativos e até filmes e desenhos animados que chegam a cobrar royalties bilionários pela reprodução dos seus textos, imagens e personagens.

Tudo isso é conteúdo e, como você vê, esse recurso vale ouro nos dias de hoje! Os sites, blogs e aplicativos, portanto, são apenas o capítulo atual da história dessa estratégia de mercado tão celebrada e, ao criar um blog, você tem o privilégio de fazer parte disso.

Agregando conteúdos de valor à sua marca tais como artigos, imagens, vídeos e ferramentas sua empresa ganha notoriedade e respeito em sua área, seus produtos e serviços se tornam mais reconhecidos e você tem a oportunidade de se posicionar no mercado de uma forma muito mais efetiva.

As 7 dicas para criar um blog de sucesso

Vamos ensiná-lo, agora mesmo, como criar um blog de qualidade! Antes, porém, é importante que você entenda que existem diversas maneiras de se criar um canal de conteúdo na internet — algumas, mais simples; outras, mais avançadas. No entanto, em pouco tempo, você perceberá que esse processo pode ser muito mais fácil do que imagina, embora seja fundamental cumprir cada etapa com bastante responsabilidade e atenção. Vamos lá?

1. Faça um planejamento estratégico

Parece óbvio, mas essa etapa é frequentemente negligenciada por muitas empresas. O fato é que a maioria das pessoas lida com o marketing e a comunicação de uma maneira muito intuitiva e, por isso, acaba sempre obtendo resultados muito parecidos.

Um projeto como esse exige recursos, trabalho contínuo de gestão e o principal: é a reputação da sua marca que está em jogo ou o seu nome — caso você seja um influenciador ou profissional liberal.

Geralmente, os objetivos de um blog giram em torno dos seguintes benefícios:

  • ganho de tráfego: aumentar o número de visitas no próprio blog ou em um site ou loja virtual vinculados;
  • captação de leads: leads são contatos obtidos por meio de formulários de cadastros que demonstraram abertura para relacionamentos e possíveis vendas;
  • ativação de marca: tornar a sua marca ou nome reconhecidos em seu nicho, segmento ou mercado de atuação;
  • autoridade de mercado: por meio do compartilhamento de informações e conteúdos educacionais, atestar e aumentar a autoridade na sua área;
  • segmentação do público-alvo: trazer mais consumidores qualificados (com maiores chances de fechar a compra) e reduzir os custos com os demais.

É claro que as circunstâncias e particularidades do seu negócio também devem ser contempladas no seu planejamento. O importante, porém, é que ele tenha um caráter estratégico, ou seja, ofereça uma perspectiva realista de longo prazo.

2. Elabore uma estratégia de produção de conteúdo

É nessa etapa que as pessoas descobrem os “bastidores” por trás da aparente calmaria dos sites, blogs e redes sociais. Produzir conteúdo não é uma tarefa simples, muito menos gratuita ainda que você seja um profissional autônomo e decida produzir materiais por conta própria, muito tempo de trabalho e esforço deverão ser investidos nessa atividade.

É por isso que essa etapa do seu trabalho também exige um planejamento, mas, dessa vez, um pouco mais prático. Dependendo das características do seu projeto, uma equipe de produtores de conteúdo deverá ser montada ou será necessário recorrer a uma agência ou empresa especializada.

É imprescindível criar um processo fixo de trabalho que mantenha seu blog continuamente alimentado com materiais relevantes, caso contrário, bons resultados dificilmente virão. E nem pense em publicar conteúdos sem a formatação e a configuração adequadas, já que as plataformas atuais exigem um trato técnico nos materiais produzidos e é sobre isso que vamos falar na próxima dica.

3. Acerte no SEO

O SEO (Search Engine Optimization) é composto das práticas usadas para melhorar o desempenho dos sites nos mecanismos de busca. De nada adianta produzir textos e vídeos incríveis se ninguém for capaz de encontrá-los, certo?

Essa área tem seu espaço garantido nas estratégias de marketing digital, e suas recomendações mais básicas são:

  • focar seu conteúdo em apenas uma ou duas palavras-chave;
  • dar preferência à palavras-chave de cauda longa (termos mais específicos que atraem públicos mais segmentados);
  • inserir suas palavras-chave em locais estratégicos (é fundamental fazê-lo no título, na introdução, em intertítulos e na conclusão);
  • otimizar imagens (descrevê-las em textos alternativos);
  • criar links internos e externos.

Tudo isso, entretanto, é apenas o começo dessa etapa. Um bom trabalho de SEO também requer melhorias em domínios, URLs, navegação, layouts e até no código HTML do seu site. Tudo precisa funcionar bem e em qualquer dispositivo.

4. Escolha o nome certo

Acredite, um bom nome para um site pode ajudá-lo a ter resultados muito mais rápidos e a economizar fortunas com anúncios patrocinados. Sendo assim, você percebe que escolher um domínio não é algo que se deve fazer levando-se em conta apenas a sua criatividade e os seus gostos pessoais.

Seu domínio é o endereço “www” do seu site ou blog e, como já enfatizamos bem ao longo do texto, uma das suas responsabilidades no marketing digital é fazer com que as pessoas o encontrem da maneira mais fácil possível.

Se você já tem uma marca registrada, porém, o mais recomendável é utilizá-la no nome do seu site corporativo, claro. Porém, observe que um blog não precisa, necessariamente, ser uma extensão do seu site principal. Na maioria das vezes, você tem muito mais a ganhar usando termos frequentemente pesquisados por seu público.

Se a sua empresa ainda não tem uma marca forte, essa pode ser uma excelente forma de trazer consumidores qualificados para seus canais próprios.

Escolhido o nome, é preciso verificar a sua disponibilidade e adquirir o domínio em um site especializado. O preço desse serviço varia entre R$ 20 e R$ 40 por ano, apenas isso!

5. Encontre a plataforma que melhor o atende

Nessa etapa, entramos em mais um largo leque de possibilidades. Existem diversas ferramentas disponíveis para se criar um blog, das mais intuitivas às mais robustas. A escolha, porém, dependerá das suas necessidades. Confira as duas principais opções a seguir.

Plataformas SaaS (Software como Serviço)

De longe, essa é a opção mais simples para criar um site, blog ou loja virtual. A maior vantagem desse modelo é que você pode gerenciar tudo de um só lugar e ainda conta com um suporte especializado para resolver todas as questões técnicas envolvidas no processo.

Nessas plataformas, a empresa responsável disponibiliza um espaço do seu próprio servidor para seus clientes hospedarem seus blogs e ainda oferece um criador de sites que torna o desenvolvimento uma verdadeira brincadeira.

O ponto negativo é que as possibilidades disponíveis são limitadas à oferta da plataforma e nem sempre seus recursos atendem às exigências de projetos mais complexos. Entretanto, para a maioria das pessoas que não têm conhecimento técnico e precisam apenas de uma solução prática para começar a divulgar seu trabalho na internet, essa é, sem dúvidas, uma opção extremamente vantajosa.


CMS (sistema de gerenciamento de conteúdo)

Para quem precisa de uma solução mais robusta e flexível, as alternativas são os CMSs, ou Content Management Systems, que nada mais são do que softwares usados para criar e gerenciar a produção de conteúdo de um site na internet. As plataformas mais famosas são Joomla, Drupal e, a mais popular do planeta, o WordPress.

Nelas, as possibilidades são praticamente infinitas, pois cabe ao usuário controlar todo o processo de desenvolvimento, personalização e gestão. Esse trabalho, entretanto, exige conhecimento básico na área, pois, além de configurar e preparar o seu blog, será preciso contratar e administrar outros serviços, como planos de hospedagem, domínios e ferramentas adicionais.

A boa notícia é que também existem empresas e profissionais que podem ajudá-lo a lidar com as questões mais técnicas dessa modalidade. Ou seja, ainda que você não tenha experiência ou conhecimento, é possível se beneficiar com os recursos de uma plataforma completa.

6. Cumpra suas obrigações legais

A internet já foi considerada um ambiente aberto e sem restrições, mas essa concepção já não existe há muito tempo. Governos de diferentes países, incluindo o Brasil, já contam com uma série de diretrizes e regulamentações para a criação e a distribuição de conteúdo online.

Como citado, um dos propósitos mais comuns de criar um blog é enriquecer a sua lista de e-mail com leads qualificados. No entanto, ainda que essa prática seja simples e muito popular, ela deve seguir algumas regras para evitar possíveis problemas legais.

A maioria das plataformas e ferramentas da internet trabalha coletando e analisando dados de usuários, porém, de acordo com as normas legais, essas informações continuam sendo de propriedade das pessoas, por isso, sua utilização depende do consentimento delas.

Considerando essa e outras questões legais pertinentes, podemos listar as medidas legais básicas que seu blog precisa cumprir nos dias de hoje:

  • disponibilize os dados da sua empresa — tais como endereço, telefone e CNPJ — em todas as suas páginas;
  • informe, no ato da coleta de dados (formulários de cadastro), quais são as informações que serão armazenadas e como elas serão utilizadas;
  • sempre permita que seus usuários escolham autorizar ou não o uso de dados pessoais (alertas de cookies, rastreamento e pesquisas);
  • disponibilize meios para que seus usuários possam visualizar, alterar ou excluir suas informações cadastrais;
  • invista em ferramentas ou contrate profissionais e empresas especializadas para garantir a segurança dos dados dos seus usuários.

7. Acompanhe e otimize seus resultados do jeito certo

Por fim, não podemos esquecer que os sites e blogs são genuínas soluções de gerenciamento e pesquisa de marketing. Por meio de ferramentas de monitoramento, podemos entender a experiência do seu público em suas páginas, medir a popularidade e a eficácia dos conteúdos e providenciar ajustes imediatos para eventuais erros e problemas.

Esses recursos nos permitem controlar uma estratégia de marketing com precisão cirúrgica, providenciando otimizações constantes que garantem que todos os seus esforços estarão sempre direcionados ao seus objetivos.

No entanto, uma análise satisfatória depende da contratação de serviços e do uso de métricas relevantes. Muitas empresas e blogueiros se perdem nas chamadas “métricas de vaidade”, informações aparentemente positivas, mas que pouco ou nada agregam aos seus objetivos.

Não adianta ter muitas visitas ao seu blog, por exemplo, se essas pessoas não interagem, não se cadastram e nem compram de você. Da mesma forma, de nada serve estar no topo dos resultados nos buscadores se o seu conteúdo não ajuda a sua marca a crescer. Portanto, escolha seus indicadores com cuidado, sempre levando em conta benefícios reais.

Os principais benefícios de ter um blog

Ao longo do texto, você já deve ter notado diversas vantagens de criar um blog, mas algumas delas merecem ser destacadas em razão da sua relevância em qualquer tipo de empreendimento:

  • presença digital: você aparece nas pesquisas e pode ser direcionado por outras páginas;
  • atendimento acessível: seu público conta com um meio prático para entrar em contato com sua empresa e os produtos ou serviços que ela oferece;
  • atração de um público qualificado: disponibilizando conteúdos especializados, você consegue atrair consumidores com um perfil mais compatível com o seu negócio;
  • autoridade no mercado: por meio da promoção de conhecimento relevante, seu blog comprova e reafirma a competência da sua empresa em sua área de atuação;
  • relacionamento e fidelização: com a disponibilização constante de novos conteúdos, seu público é engajado e estabelece uma relação de longo prazo com sua marca.

Como você vê, criar um blog está longe de ser uma solução exclusiva para profissionais e empresas de entretenimento e tecnologia. Esse tipo de canal tem o poder de promover e favorecer a reputação de qualquer tipo de negócio. Com um blog, você entra no universo do consumidor moderno e consegue estreitar o caminho entre seus consumidores e os produtos ou serviços que oferece.

Com mais de 15 anos de experiência no mercado, a Link Nacional é uma das mais importantes provedoras de registros de domínio, hospedagem, desenvolvimento e manutenção de sites na internet e conta com uma equipe especialista em WordPress pronta para ajudá-lo a dar vida ao seu projeto na web.

Se você quer criar um blog de qualidade, fale conosco agora mesmo e confira as vantagens que só a nossa empresa oferece!

Teste grátis agora o editor de site

Conheça o editor de site mais dinâmico da internet, teste agora e se surpreenda!

Comentários

avatar
WhatsApp chat