Nós criamos

seu site

de advocacia,de doação,de vendas,de empresa,de projeto,de portfólio

Nós criamos

seu site

de advocacia,de doação,de vendas,de empresa,de projeto,de portfólio

O Guia definitivo para o banco de dados WordPress

por | Atualizado em 4 de maio de 2022 | Notícias, WordPress

Em seu núcleo, o WordPress é um CMS (sistema de gerenciamento de conteúdo). Para gerenciar o conteúdo ele deve ser capaz de armazená-lo. Ele faz isso por meio de pastas, arquivos e um banco de dados. Nós já falamos, previamente, sobre o gerenciamento do banco de dados via MYSQL em um outro post. Agora, focaremos no banco de dados WordPress.

Neste artigo, nós veremos um guia prático sobre o banco de dados do WordPress, sua estrutura e como cada campo funciona. Nós também incluímos uma breve lição de história sobre o MYSQL.

AVISO: O MY em MYSQL não significa que é seu; MY é uma pessoa real, mas quem?

– continue lendo para descobrir.

Continue lendo

Nós criamos seu site
O Guia definitivo para o banco de dados WordPress

Uma (muito) breve história sobre SQL, MYSQL e MariaDB

O WordPress usa um RDBMS (sistema de gerenciamento de banco de dados) chamado MYSQL. Tecnicamente ele é baseado no MYSQL, pois cada vez mais o MariaDB está sendo usado como alternativa ao MYSQL. SQL significa linguagem de consulta estruturada (Structured Query Language), trata-se da linguagem que usamos para interagir com o banco de dados – e não do próprio banco de dados.

O MYSQL desempenhou um significativo papel no crescimento da Internet tal como conhecemos hoje. Introduzido, primeiramente, em 1995 como alternativa aos produtos oferecidos pela Microsoft e Oracle, rapidamente se tornou o RDBMS de ouro, de escolha padrão.

A história do MYSQL é pitoresca; tendo sido adquirido pela Sun Microsystems e depois pela Oracle ( a Oracle adquiriu a Sun MIcrosystems e o MYSQL com ela ).

Em resposta à aquisição do MYSQL pela Oracle, Monty Widenius, criador original do MYSQL, desenvolveu, a partir deste, o MariaDB; que ele assim nomeou em homenagem a sua filha. (Curiosamente o MYSQL tem o nome de outra filha de Monty – MY). Com o tempo surgiram diferenças entre o MariaDB e o MYSQl, entretanto os dois permanecem intercambiáveis em muitos cenários, incluindo o banco de dados WordPress.

Na verdade, em muitos casos, o MariaDB é considerado o substituto imediato do MYSQL. Isso significa que você pode desinstalar o MYSQL, instalar o MariaDB e continuar trabalhando como se nada tivesse mudado. Ainda, o MariaDB pode oferecer melhoria de performance em algumas situações, além de maior compatibilidade com, por exemplo, mecanismos de armazenamento.

É importante notar que o MYSQL permanece gratuito e é lançado sob um sistema de licença dupla. Em muitos casos, ele é usado para se referir, genericamente, a banco de dados – seja MYSQL ou MariaDB.

Como acessar o banco de dados do WordPress

Existem algumas opções diferentes quando se trata de acessar o banco de dados do WordPress. O método ou os métodos disponíveis para você dependerão, em grande parte, do tipo de hospedagem WordPress que você usará. Se você não tiver certeza de como o seu servidor está configurado, fale com seu provedor de hospedagem ou administrador de sistemas. De qualquer forma, as opções podem incluir:

Como acessar o banco de dados do WordPress

phpMyAdmin

O phpMYAdmin é uma ferramenta favorita, pois nos permite conectar ao banco de dados através de uma GUI web-based. Ele precisa ser instalado no mesmo servidor que hospeda o banco de dados, apesar de muitos provedores de hospedagem oferecerem o phpMyAdmin separadamente.

Plesk/cPanel

Plesk e cPanel são duas plataformas de painéis de controle que atendem a funções semelhantes: uma interface de controle de usuário que facilita o gerenciamento do servidor. Claro, há diferenças importantes, incluindo as tecnologias e os sistemas operacionais que elas suportam. De qualquer forma, elas também nos permitem acessar bancos de dados, embora de maneiras ligeiramente diferentes.

SSH/MySQL/mariaDB client

O SSH é uma maneira menos amigável de se conectar a um banco de dados, oferecendo uma CLI (interface de linha de comando) em vez de uma GUI. Por isso é recomendado um entendimento mais profundo dos comandos SQL. O SSH precisa ser configurado explicitamente no mesmo servidor que hospeda o banco de dados antes de se conectar a ele.

Plugins

Você também pode usar plugins do WordPress para acessar seu banco de dados do WordPress. Usando um Plugin você também pode acessar o banco diretamente do seu WordPress admin. Aqui, você precisará escolher um plug-in de um fornecedor respeitável e seguir as melhores práticas aplicáveis para manter seus dados seguros. Se você não tiver certeza de qual plugin usar, leia nosso guia sobre como escolher os melhores plugins para o seu site WordPress.

Estrutura do banco de dados do WordPress

O banco de dados do WordPress é composto por 12 tabelas. Cada tabela, por padrão, começa com o prefixo wp _; no entanto, isso pode ser alterado durante o processo inicial de instalação e configuração. Alterar o prefixo geralmente é recomendado por motivos de segurança do WordPress, especialmente se você pretende ou já possui várias instalações no mesmo servidor.

As 12 tabelas que compõem o banco de dados do WordPress são as seguintes (listadas em ordem alfabética):

  • wp_commentmeta
  • wp_comments
  • wp_links
  • wp_options
  • wp_postmeta
  • wp_posts
  • wp_terms
  • wp_termmeta
  • wp_term_relationships
  • wp_term_taxonomy
  • wp_usermeta
  • wp_users
Passaremos agora por cada tabela individualmente e veremos quais dados ela armazena e sua estrutura interna.

Estrutura das tabelas

Antes de entrarmos nos detalhes de cada tabela, vale a pena dedicar algum tempo para ver como ela está estruturada.

Nome do campo – Este é o nome do campo, que você encontrará na tabela SQL;

Descrição – Colocamos isso para ajudá-lo a entender que tipo de dados o campo contém;

Tipo – Este é o tipo de dados que o campo aceita. Os números entre parênteses
representam o limite rígido do número de caracteres aceitáveis que podemos inserir;

Nulo – não está claro por que este campo é usado no momento;

Chave – Isso nos diz se a entrada é uma chave ou não. Existem diferentes tipos de chaves, incluindo:

  • Primário
  • Primário (Parte)
  • Index
  • Index (Parte)
  • Exclusivo
  • Múltiplo
Padrão – Se a entrada tiver um valor padrão, o valor padrão será listado aqui;

Notas – Quaisquer notas adicionais.

wp_commentmeta

A tabela wp_commentmeta armazena metadados relacionados a comentários. Os comentários são armazenados separadamente na tabela wp_comments. A tabela possui os seguintes campos:

Nome do campo
meta_id
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Ele aumenta automaticamente
Tipo
bigint(20)unsigned
Nulo
Chave
primária
Padrão
Nome do campo
comment_id
Descrição
Este é o ID do comentário ao qual os metadados se relacionam conforme encontrado na tabela wp_comments
Tipo
bigint(20)unsigned
Nulo
Sim
Chave
index
Padrão
0
Nome do campo
meta_key
Descrição
Isso identifica o tipo de metadados para o qual a entrada se destina
Tipo
varchar(255)
Nulo
Sim
Chave
index
Padrão
null
Nome do campo
meta_value
Descrição
Estes são os metadados reais
Tipo
longtext
Nulo
Chave
Padrão
null

wp_comments

A tabela wp_comments armazena comentários de postagem. Os metadados relacionados aos comentários são armazenados na tabela wp_commentmeta. A tabela tem as seguintes colunas:

Nome do campo
comment_ID
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Ele aumenta automaticamente
Tipo
bigint(20)
Nulo
Chave
Primária
Padrão
NA
Nome do campo
comment_post_ID
Descrição
Este é o ID do post para o qual o comentário foi escrito, conforme encontrado na tabela wp_posts
Tipo
bigint(20)
Nulo
Chave
Index
Padrão
0
Nome do campo
comment_author
Descrição
Este é o nome do autor que escreveu o comentário
Tipo
tinytext
Nulo
Chave
Padrão
Nome do campo
comment_author_email
Descrição
Este é o endereço de e-mail do autor que escreveu o comentário
Tipo
varchar(100)
Nulo
Chave
Index
Padrão
Nome do campo
comment_author_url
Descrição
Este é o URL do site do autor que escreveu o comentário
Tipo
varchar(200)
Nulo
Chave
Padrão
Nome do campo
link_id
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Aumenta automaticamente
Tipo
bigint(20)unsigned
Nulo
Chave
Primária
Padrão
Nome do campo
link_url
Descrição
Este é o URL do link
Tipo
varchar(255)
Nulo
Chave
Padrão
Nome do campo
link_name
Descrição
Este é o nome do autor que escreveu o comentário
Tipo
Nulo
Chave
Padrão
Nome do campo
Este é o nome do link
Descrição
varchar(255)
Tipo
Nulo
Chave
Padrão
Nome do campo
link_image
Descrição
Este é o URL da imagem relacionada ao link
Tipo
varchar(255)
Nulo
Chave
Padrão

wp_options

As configurações do WordPress feitas por meio do admin console são armazenadas aqui. Plugins e temas normalmente também armazenam informações de configurações aqui, conforme ilustrado na captura de tela abaixo. Aqui podemos ver a opção de frequência de varredura do nosso Monitor de Alterações de Arquivos do Site definida como diária.

A tabela tem as seguintes colunas:

Nome do campo
option_id
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Aumenta automaticamente.
Tipo
bigint(20)unsigned
Nulo
Chave
Primária
Padrão
Nome do campo
option_name
Descrição
Este é o nome da opção/configuração
Tipo
varchar(64)
Nulo
Chave
Exclusiva
Padrão
Nome do campo
option_value
Descrição
Este é o valor da configuração que está sendo armazenada
Tipo
longtext
Nulo
Chave
Padrão
Nome do campo
carregamento automático
Descrição
Esta configuração informa ao wp_load_alloptions() se deve carregar automaticamente a opção ou não
Tipo
varchar(20)
Nulo
Chave
Index
Padrão
Sim

wp_postmeta

Os metadados de postagens que acompanham cada postagem são armazenados aqui. Os metadados podem incluir arquivos anexados, miniaturas, slug de postagem desejado e outras informações desse tipo. A tabela tem as seguintes colunas:

Nome do campo
meta_id
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Aumenta automaticamente.
Tipo
bigint(20)unsigned
Nulo
Chave
Primária
Padrão
Nome do campo
Field name post_id
Descrição
Este é o ID do post ao qual os metadados estão associados conforme disponível em wp_posts
Tipo
bigint(20)unsigned
Nulo
Chave
Index
Padrão
0
Nome do campo
meta_key
Descrição
Esta é uma chave de índice que identifica os metadados, pois cada postagem pode ter mais de um metadados
Tipo
varchar(255)
Nulo
Sim
Chave
Index
Padrão
Nulo
Nome do campo
meta_value
Descrição
Estes são os metadados reais
Tipo
longtext
Nulo
Sim
Chave
Padrão
Nulo

wp_posts

A tabela wp_posts é importante e contém o núcleo dos dados do WordPress. Ele contém as postagens, páginas e itens do menu de navegação, como colocado no exemplo abaixo, mostrando a página de amostra padrão incluída em todas as novas instalações do WordPress.

A tabela tem as seguintes colunas:

Nome do campo
ID
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Aumenta automaticamente
Tipo
bigint(20)unsigned
Nulo
Chave
Primária e Index (Part 4)
Padrão
Nome do campo
post_author
Descrição
Este é o ID do autor que escreveu o post conforme disponível em wp_users
Tipo
bigint(20)unsigned
Nulo
Chave
Index
Padrão
0
Nome do campo
post_date
Descrição
Esta é a data e hora em que a postagem foi criada
Tipo
datetime
Nulo
Chave
Index (Part 3)
Padrão
0000-00-00 00:00:00
Nome do campo
post_date_gmt
Descrição
Esta é a data e hora GMT (Greenwich Mean Time) em que a postagem foi criada
Tipo
datetime
Nulo
Chave
Padrão
0000-00-00 00:00:00
Nome do campo
post_content
Descrição
Este é o conteúdo real do post
Tipo
longtext
Nulo
Chave
Padrão

wp_terms

Termos são objetos de classificação usados para classificar objetos no WordPress. Por exemplo, categorias e tags usadas em postagens são tipos de termos. Esta tabela contém todos os diferentes tipos de termos usados em todo o WordPress. A tabela tem as seguintes colunas:

Nome do campo
term_id
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Aumenta automaticamente
Tipo
bigint(20) unsigned
Nulo
Chave
Primária
Padrão
Nome do campo
name
Descrição
Este é o nome do termo
Tipo
varchar(200)
Nulo
Chave
Index
Padrão
Nome do campo
slug
Descrição
Esta é o slug do termo
Tipo
varchar(200)
Nulo
Chave
Múltipla
Padrão
Nome do campo
term_group
Descrição
Este é um alias que temas e plugins podem usar para agrupar termos
Tipo
bigint(10)
Nulo
Chave
Padrão
0

wp_termmeta

Esta tabela armazena os metadados associados aos termos encontrados em wp_terms. A tabela tem as seguintes colunas:

Nome do campo
meta_id
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Aumenta automaticamente
Tipo
bigint(20) unsigned
Nulo
Chave
Primária
Padrão
Nome do campo
term_id
Descrição
Este é o ID do termo ao qual os metadados se relacionam conforme disponível em wp_terms
Tipo
bigint(20) unsigned
Nulo
Chave
Index
Padrão
0
Nome do campo
meta_key
Descrição
Esta é uma chave identificadora para o termo metadados
Tipo
varchar(255)
Nulo
Sim
Chave
Index
Padrão
Nulo
Nome do campo
meta_value
Descrição
Estes são os metadados reais
Tipo
longtext
Nulo
Sim
Chave
Padrão
Nulo

wp_term_relationships

Esta tabela mantém relações entre postagens e taxonomias. A tabela tem as seguintes colunas:

Nome do campo
object_id
Descrição
Este é o ID do post conforme disponível em wp_posts
Tipo
bigint(20) unsigned
Nulo
Chave
Primária (Part 1)
Padrão
0
Nome do campo
term_taxonomy_id
Descrição
Este é o ID do termo taxonomia conforme disponível em wp_term_taxonomy
Tipo
bigint(20) unsigned
Nulo
Chave
Primária (Part 2) e Index
Padrão
0
Nome do campo
term_order
Descrição
Esta é a ordem do termo
Tipo
int(11)
Nulo
Chave
Padrão
0

wp_term_taxonomy

Esta tabela fornece taxonomias de termos e um contexto no qual eles podem ser usados. Por exemplo, podemos usar o termo banco de dados como categoria de postagem e categoria de produto (assumindo que estamos vendendo serviços de banco de dados). Nesse caso, categoria de postagem e categoria de produto são taxonomias de termos. A tabela tem as seguintes colunas:

Nome do campo
term_taxonomy_id
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Aumenta automaticamente
Tipo
bigint(20) unsigned
Nulo
Chave
Primária
Padrão
Nome do campo
term_id
Descrição
Este é o ID do termo conforme disponível em wp_terms
Tipo
bigint(20) unsigned
Nulo
Chave
Único (Parte 1)
Padrão
0
Nome do campo
taxonomy
Descrição
Esta é a slug da taxonomia
Tipo
varchar(32)
Nulo
Chave
Unique (Part 2) e Index
Padrão
Nome do campo
description
Descrição
Esta é uma descrição da taxonomia
Tipo
longtext
Nulo
Chave
Padrão
Nome do campo
parent
Descrição
Este é o ID da taxonomia pai, caso a taxonomia seja filha
Tipo
bigint(20) unsigned
Nulo
Chave
Padrão
0
Nome do campo
count
Descrição
Este é o número de objetos que são atribuídos a esta taxonomia
Tipo
bigint(20)
Nulo
Chave
Padrão
0

wp_usermeta

Esta tabela armazena dados de usuário adicionais que não são encontrados na tabela wp_users. O próprio WordPress, assim como plugins ou temas, podem fazer uso desta tabela.

Um exemplo de metadados do usuário é o apelido do usuário. Embora o WordPress inclua esse campo por padrão, ele ainda faz parte dos metadados, conforme mostrado abaixo. Outro exemplo é o WooCommerce; um plug-in de comércio eletrônico que usa essa tabela para armazenar informações do cliente, como endereço de entrega.

A tabela tem as seguintes colunas:

Nome do campo
umeta_id
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Aumenta automaticamente
Tipo
bigint(20) unsigned
Nulo
Chave
Primária
Padrão
Nome do campo
user_id
Descrição
Este é o ID do usuário ao qual as informações estão relacionadas, conforme encontrado em wp_users
Tipo
bigint(20) unsigned
Nulo
Chave
Index
Padrão
0
Nome do campo
meta_key
Descrição
Este é um identificador chave para a meta-entrada
Tipo
varchar(255)
Nulo
Sim
Chave
Index
Padrão
Nulo
Nome do campo
meta_value
Descrição
Estes são os metadados reais
Tipo
longtext
Nulo
Sim
Chave
Padrão
Nulo

wp_users

As informações dos usuários do WordPress são armazenadas aqui. Com os usuários sendo parte integrante do ecossistema WordPress, esta tabela é essencial.

A tabela armazena apenas as informações principais de cada usuário, conforme mostrado no exemplo abaixo. Todas as outras informações são armazenadas na tabela wp_usermeta.

A tabela tem as seguintes colunas:

Nome do campo
ID
Descrição
Este é um ID exclusivo para a entrada. Aumenta automaticamente
Tipo
bigint(20)
Nulo
Chave
Primária
Padrão
Nome do campo
user_login
Descrição
Este é o nome de usuário do usuário
Tipo
varchar(60)
Nulo
Chave
Padrão
Nome do campo
user_pass
Descrição
Esta é a senha do usuário
Tipo
varchar(64)
Nulo
Chave
Index
Padrão
Nome do campo
user_nicename
Descrição
Este é o nome de exibição do usuário
Tipo
varchar(50)
Nulo
Chave
Padrão
Nome do campo
user_email
Descrição
Este é o endereço de e-mail do usuário
Tipo
varchar(100)
Nulo
Chave
Index
Padrão
Nome do campo
Descrição
Tipo
Nulo
Chave
Padrão

Familiarize-se com o banco de dados WordPress

Os bancos de dados podem ser bastante intimidantes para os não iniciados – pois, eles contêm todos os dados necessários para o WordPress funcionar. Embora seja verdade que um passo em falso aqui pode derrubar o site, não deixe que isso o intimide. Afinal, conhecer o banco de dados do WordPress pode facilitar muito seus esforços de solução de problemas, caso isso seja necessário.

A configuração de um ambiente de teste pode fornecer um espaço seguro para que você experimente sem correr o risco de deixar seu site offline. Você pode até configurar um ambiente de teste XAMPP em seu computador gratuitamente – ele fornece tudo o que você precisa para dominar o banco de dados do WordPress.

Referência: https://www.wpwhitesecurity.com/ultimate-guide-wordpress-database/

Soluções para banco de dados WordPress

A Link Nacional é uma companhia especialista em WordPress e, como não poderia ser diferente, é especializada em manutenção, backup, correções e migrações de banco de dados WordPress. Caso você tenha algum problema com o banco de dados do seu site, entre em contato e fale com um de nossos especialistas.

Nós criamos seu site
Redação: Pablo Gomes
Redator e produtor de conteúdo da Link Nacional.
5 2 votes
Vote no Artigo
guest
Por favor entre com seu nome completo
Digite um endereço de email válido para uma possível notificação de retorno.
Número de whatsApp para eventual notificação de resposta.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimos Web Stories

Últimas postagens

Satoshi Nakamoto: mito ou realidade?

Satoshi Nakamoto: mito ou realidade?

Satoshi Nakamoto é um misterioso codinome do criador do Bitcoin, existem muitas especulações sobre a sua identidade, afinal, quem é Satoshi Nakamoto?