O que é realidade virtual?

Realidade virtual é uma tecnologia de interface avançada entre um usuário e um sistema operacional. O objetivo dessa tecnologia é recriar ao máximo a sensação de realidade para um indivíduo. Levando-o a adotar essa interação como uma de suas realidades temporais. Para isso, essa interação é realizada em tempo real, com o uso de técnicas e de equipamentos computacionais. Que ajudem na ampliação do sentimento de presença do usuário.

Além da compreensão da RV como simulação da realidade através da tecnologia, a RV também se estende a uma apreensão de um universo não real, um universo de ícones e símbolos, mas permeando em um processo de significação o espectador desse falso universo o fornece créditos de um universo real. Em suma, uma realidade ficcional, contudo através de relações intelectuais, a compreendemos como sendo muito próxima do universo real que conhecemos.

Entenda como funciona a realidade virtual para smartphones

As fabricantes de telefonia estão investindo cada vez mais no nicho de realidade virtual. Muitas já possuindo seu próprio dispositivo VR para exibição de conteúdo muito acima do que temos no modo “tradicional”. Além disso, mesmo aparelhos não feitos especialmente para este tipo de conteúdo podem ser usados. Com tantas opções de óculos VR e Cardboards disponíveis atualmente, aumentando a gama de opções de uso dos dispositivos.

Enquanto muitas tecnologias ainda patinam ao manter os jogadores presos em suas salas, outras avançam em ritmo acelerado rumo a novas experiências, que pretendem levar as pessoas para lugares inimagináveis.

Você é uma peça-chave na realidade virtual

É um tanto óbvio dizer isso, mas a realidade virtual é uma tecnologia desenvolvida para entreter os seres humanos. Ao considerar o público-alvo, companhias como  Samsung, que desenvolvem soluções neste segmento. Levam em consideração a forma como enxergamos o mundo. Afinal seus dispositivos terão que fazer alguns truques para enganar nosso cérebro.

O mundo só funciona em três dimensões porque nossos olhos estão habituados a enxergar assim. É graças a eles e ao nosso cérebro que conseguimos ter a sensação de profundidade. Ao mesmo tempo em que interpretamos valores de altura e largura.

Celular e óculos se completam

Para finalizar, entra em jogo o elemento: celular. Em uma tela comum, a imagem enviada para cada olho é quase idêntica, portanto você não tem a sensação de tridimensionalidade.

Com o uso de acessórios como o Samsung Gear VR, a tela fica bem próxima dos seus olhos. Cada um deles enxerga apenas metade da tela. Assim, o software força o envio de uma imagem diferente para cada olho. Com uma leve diferença de posicionamento, gerando a visão estereoscópica.

É importante constatar ainda que a experiência de realidade virtual não é algo simples. Muito pelo contrário: ela exige hardware de alto desempenho para funcionar de forma convincente. Jogos, vídeos e outros programas que buscam enganar nossos olhos precisam funcionar de forma tão eficiente quanto o mundo real.

Veja um exemplo no vídeo abaixo:

Share This